E se um país tivesse a cura para algumas das doenças mais graves do mundo? A Coreia do Norte diz ter um medicamento capaz de prevenir e curar Ébola, SIDA, pneumonia e MERS. Não, não estamos a brincar. O anúncio foi mesmo feito esta sexta-feira pelo regime de Kim Jong-un. O fármaco em questão chama-se Kumdang-2 e baseia-se na planta ginseng, que é obtida a partir de fertilizantes misturados com óxidos de difícil separação.

De acordo com a agência de notícias da Coreia do Norte, uma injecção de Kumdang-2 trata facilmente os doentes com Ébola ou MERS e com outras "doenças relacionadas ao sistema imunológico". Este anúncio surge numa altura em que a Coreia do Sul luta contra uma epidemia de MERS, que já matou 20 pessoas e infectou mais de 160 no país.

MERS já provocou 454 vítimas mortais

A MERS (Síndrome Respiratória do Médio Oriente) é uma doença respiratória causada por um coronavírus, sendo que desde que foi detectada (2012) já infectou mais de um milhar de pessoas. 454 dos doentes perderam a vida. Nesta altura, no que respeita à situação da Coreia do Sul, as autoridades do país acreditam que a epidemia está a perder força - isto apesar de já terem sido detectados casos noutros países, nomeadamente Tailândia ou Alemanha (onde já houve duas mortes este ano).

Ébola preocupou e muito em 2014

Outra das doenças que a Coreia do Norte diz poder curar é o Ébola. Há mais de um ano, um surto fugiu de controlo na África Ocidental, chegando inclusive à Europa e à América. Libéria, Serra Leoa e Guiné foram os principais países afectados, entre os mais de 25 mil casos detectados (cerca de 11 mil pessoas morreram).

Recentemente, a Libéria - foco inicial da epidemia - foi considerada como estando livre de Ébola, ao não registar qualquer infecção durante 42 dias consecutivos. No entanto, para já não há qualquer cura comprovada para a doença por ebolavírus, que, apesar de não ser dos mais contagiosos, apresenta uma elevada taxa de mortalidade e sintomas iniciais semelhantes ao de uma gripe. #Ébola