A procura do treino perfeito onde se conjugue a perda de peso sem diminuir a massa muscular é um dos principais focos de qualquer atleta, seja ele profissional ou amador. As opiniões e estudos sobre os prós e contras de diferentes métodos são vastos e no final acaba por ser cada atleta ou preparador a decidir qual o seu favorito. Depois de termos apresentado o Tabata, hoje vamos apresentar um outro método baseado na prática de exercícios em alta intensidade, mais conhecido como High Intensity Interval Training (HIIT). Com base num estudo apresentado pela prozis, este método consegue associar a perda de massa adiposa com o ganho ou manutenção de massa muscular.

De acordo com a prozis, neste tipo de treinos a resposta hormonal e metabólica do corpo de vários atletas é mais elevada, o que leva a um aumento das calorias queimadas, tendo por base um treino realizado num espaço temporal bem mais curto que os convencionais treinos de resistência. Esta conclusão teve por base alguns indicadores obtidos através de equipamentos de medição do desempenho cardiovascular, onde se verificou que a realização de treinos de baixa intensidade, em que o atleta não ultrapassa os 60% da sua capacidade cardíaca na realização dos exercícios, não atinge um valor aceitável na eliminação de massa adiposa.

Por outro lado, os treinos HIIT aumentam a resistência dos atletas, bem como o consumo extra de oxigénio após terminarem a realização do treino. Este tipo de treino acelera de tal forma o metabolismo que o mesmo continua a queimar calorias por um período que pode ir até 24 horas depois de o treino ter terminado. Também a tolerância à acumulação de ácido lático é melhorada nos atletas, o que se traduz numa diminuição das dores musculares e, por consequência, a contração muscular é melhorada, permitindo uma melhor performance na realização dos diversos exercícios que podem compor o treino. Na análise feita à sensibilidade à insulina por parte dos atletas foi verificado que a mesma teve também um acréscimo, o que por seu lado faz com que a recuperação e construção muscular sejam mais rápidas. #Fitness #Vida Saudável