Nos Estados Unidos, mais de uma dúzia de estados legalizaram o uso da canábis para uso medicinal. A planta é também conhecida como "marijuana", crendo-se que se tratou de uma tentativa das elites norte-americanas de associar a planta à imigração da América Latina, no início do século XX, num tempo de maior xenofobia. Contudo, também o preconceito em torno da canábis têm vindo a ser desmontados. Segundo a revista "PLoS ONE", são dez os principais benefícios da marijuana para a saúde:

#Cancro: Estudos realizados em laboratório comprovam que os princípios activos contidos na marijuana inibem o crescimento dos tumores e eliminam células cancerosas.

Síndrome de Tourette: Esta síndrome é uma condição patológica do foro neurológico, caracterizada por tiques e gritos involuntários. O Dr. Kirsten Mueller-Vahl, da Faculdade de Nedicina de Hannover, realizou uma investigação com uma substância designada canabinol, chegando à conclusão que uma única dose reduzia drasticamente os sintomas durante várias horas.

Convulsões: a marijuana é um relaxante muscular, com qualidades antiespamódicas, que já provou ser um tratamento muito eficaz nestas patologias.

Enxaquecas: desde a legalização da marijuana que os médicos relatam que conseguiram tratar com êxito mais de 300.000 casos de enxaquecas que outros medicamentos não conseguia tratar.

Glaucoma: o tratamento do glaucoma com marijuana tem sido dos mais relatados, não havendo um único estudo científico que ponha em causa ou desminta esta informação.

Esclerose múltipla: a marijuana impede os efeitos neurológicos e espasmos musculares provocados por esta doença.

Doença de Crohn: a marijuana já demonstrou que tem efeitos muito positivos em doenças crónicas, bloqueando efeitos como náuseas, dores abdominais e diarreia.

Alzheimer: em 2012, o Instituto Scripps provou que a utilização do THC, um componente encontrado na marijuana, bloqueia os depósitos no cérebro, que provocam esta doença.

Síndrome pré menstrual: Tal como noutras doenças e sintomas, a marijuana é utilizada para eliminar mal-estares, dores, desconfortos e todos os sintomas da SPM.

Medicamento de substituição: está provado também que a marijuana é um eficaz e poderoso substituto do medicamento "ritalina", sem os seus efeitos secundários. #Vida Saudável