Uma noite bem regada traz normalmente uma ressaca e consequências. Certo é que a ressaca é um daqueles dilemas crónicos para muita gente que adora sair à noite: por um lado, a ingestão de álcool ajuda muito na hora da diversão, principalmente em dias em que o espírito festivo não é o maior; por outro, a ressaca do dia seguinte é um custo que muitos não estão dispostos a pagar, normalmente por experiências anteriores.

Se a ressaca ainda é para si um bicho de sete cabeças, agora tem solução à vista com 10 #Dicas anti-ressaca. #Vida Saudável

  • 1. Beber com moderação: Se o objetivo é não ter ressaca, a ordem é para não beber muito. Os exageros nunca são positivos e, no caso do álcool, podem levar a perdas de memória, desmaios ou problemas ainda maiores, dos quais não se irá lembrar no dia seguinte. A juntar a isto, ainda terá uma ressaca enorme.
  • 2. Preparar o combate com água: O álcool tem nas suas propriedades substâncias que levam a uma desidratação muito grande e é esta desidratação que está na origem das ressacas. A melhor maneira de lutar contra isto é ingerir muita água antes de começar a beber; desta forma o seu corpo já está preparado para o que aí vem.
  • 3. Forrar o estômago: Também em modo de preparação, deve comer generosas quantidades de alimentos ricos em gordura e que facultem proteção ao seu fígado. Exemplo disso é o azeite; por isso, antes de sair para beber consuma peixe, azeitonas ou pão molhado em azeite.
  • 4. O ás de espadas: Esta é a dica mais poderosa e menos conhecida das que estão relacionadas com ressacas: beber um copo de leite antes de ir para a guerra. Acontece que o leite é um antidiurético, o que provocará menos vontade de urinar e, consequentemente, menor perda de líquidos (que levam à desidratação). Resumindo: fará com que aguente mais álcool e tenha uma ressaca mais leve.
  • 5. Beber em camadas: Há quem diga que as misturas são a morte do artista, mas é mentira. Intercalar tipos de bebida com sumos ou refrigerantes é uma forma eficaz de evitar a ressaca no dia seguinte. Com esse intuito, foi até criado um vinho que não dá ressaca. Comprovado é que, ao adicionar gelo ou sumo às bebidas, faz com que o álcool se dilua um pouco e diminua o seu efeito.
  • 6. Café? Nunca!: É muito usual tomar um café para “dar energia”, “ficar sem sono” ou “aguentar mais”, mas o efeito é o contrário. O café é um excelente diurético e, por isso, irá desidratar o organismo. O resto do efeito já conhece.
  • 7. Cama, cortinas, ação!: No dia da ressaca é muito importante descansar e não colocar o seu corpo em grande stress ou carga física. Deite-se na cama, cerre as cortinas e deixe o seu corpo reaver as energias de que precisa para voltar a funcionar em pleno.
  • 8. Santa Coca Cola: A ressaca é um período onde o seu corpo está fraco, mas também não está recetivo a grandes banquetes. A solução é dar-lhe os nutrientes que ele precisa no imediato, sem que para isso seja necessário utilizar alimentos muito complexos. A Coca Cola é rica em açúcar e ajuda a resolver problemas de indisposição. É tudo aquilo que precisa nestas alturas.
  • 9. Fast food é o ideal: No seguimento do tópico anterior, todo o tipo de fast food é ótimo na luta contra a ressaca. Este tipo de alimentos é rico em gordura e fácil de digerir, pelo que o seu estômago ficará muito agradecido.
  • 10. Diga não aos medicamentos: Produtos como o guronsan fazem um ataque imediato às ressacas, mas tornam o organismo dependente deste tipo de substâncias. Na próxima ressaca, o corpo já estará à espera do medicamento e não irá resolver o problema sozinho. Isto causa alguma dependência que é muito prejudicial para a saúde. Deixe o seu corpo desenvolver anticorpos contra a ressaca, mesmo que para isso tenha de sofrer um bocadinho.