No passado sábado, dia 31 de janeiro, deu-se início às comemorações carnavalescas no município de Sesimbra. Estes festejos, que só terminarão no dia 21 deste mês, reúnem agora a habitual agitação de quem está envolvido na sua organização e dinamização. Consequentemente, entre ritmo e cores, as sedes das escolas de samba e grupos de axê sesimbrenses, preparam mais um desfile, sem descurar qualquer pormenor. O tempo de que ainda dispõem é aproveitado para aprimorar fatos, finalizar adereços, apurar coreografias e ajustar vozes.

Este ano, o município veste-se a rigor para receber, no dia 7 de fevereiro, o Baile Trapalhão, na Sociedade Musical Sesimbrense. Uma semana mais tarde, no dia 13, terá lugar o desfile das escolas do concelho, reunindo centenas de crianças na freguesia da Quinta do Conde.

O dia 14 de fevereiro ficará marcado com o Concurso Infantil de Fantasias do Carnaval, a decorrer na Fortaleza de Santiago, bem como no Salão da Junta de Freguesia da Quinta do Conde. Na agenda do dia estarão ainda presentes as Cegadas, o Desfile Trapalhão da Quinta do Conde, o Desfile do Grupo Feminino de Afro-Axê Tripa Mijona e a apresentação do Trio Bigodes, o Dominó.

Ainda inseridos nas comemorações, encontram-se os dias 15 e 17 de fevereiro, que servirão de palco aos desfiles das escolas de samba e grupos de axê da vila. Dia 16 é apresentado o Cortejo de Fantasias de Palhaço.

Ao longo destas comemorações, a Sociedade Musical Sesimbrense, o Clube Sesimbrense e o Núcleo Sportinguista promovem os vários, e já bastante tradicionais, bailes com música ao vivo. O Enterro do Bacalhau marca o fim das comemorações, no dia 18 de fevereiro.

De referir que embora o carnaval sesimbrense seja comemorado há já vários anos e com inúmeras atividades, existem duas que se destacam nesta vila. Primeiramente, o Desfile de Palhaços que, sendo considerado um dos maiores do mundo, se assume como uma festa para toda a família, reunindo nos grupos de mascarados avós, filhos e netos. Adicionalmente, existem as Cegadas, as conhecidas manifestações carnavalescas que retratam os acontecimentos mais marcantes da sociedade de forma crítica, ao estilo das antigas canções de escárnio e maldizer. #Entretenimento