Todos temos comportamentos habituais que, sem darmos por isso, estragam deliberadamente os nossos dentes. Fazem parte da nossa rotina diária e não são assim tão inofensivos como parecem.

Lavar os dentes no duche: prático e simples? Não é assim tanto, porque no duche a escova tem muito mais facilidade em encher-se de bactérias, causadoras de gengivite, que a longo prazo causam sangramento das gengivas e perda de dentição

Muitos branqueamentos: atenção aos branqueamentos dentários em excesso. O tratamento é corrosivo e pode destruir o conteúdo mineral do dente. Como consequência aumentam a porosidade do dente e a sua fragilidade.

Temperaturas muito quentes e muito frias: habitualmente com um prato quente é costume beber uma bebida fresca. Contudo, é do conhecimento de todos que o calor dilata e o frio contrai. A ingestão de alimentos e bebidas demasiado quentes ou frias, a longo prazo, causa fissuras no esmalte dentário, manchas e pode até resultar na quebra dos dentes.

Usar os dentes como ferramentas: toda a gente o faz, para ajudar a abrir uma garrafa ou para rasgar fita-cola. Apesar de prático é uma péssima ideia, pois causa desgaste desnecessário.

Demasiada força na escovação: escovar com mais força não quer dizer que o esteja a fazer melhor. Pelo contrário. Causa danos nas gengivas e gasta mais os dentes, provocando sensibilidade dentária e erosão que pode resultar em quebra.

Alimentos ácidos: Uma limonada sabe sempre bem, mas o ácido desgasta os dentes. Use uma palhinha quando beber ou bocheche logo a seguir com uma solução com bicarbonato de soda para neutralizar o ácido.

Lavar os dentes LOGO a seguir a refeição: é mais saudável esperar uma hora. Logo a seguir vai espalhar os ácidos da comida, tornando-se propício ao aparecimento de cáries.

Não se esqueça ainda de visitar o dentista para check-up e efectuar uma limpeza dentária pelo menos uma vez por ano. Uma simples vista de rotina pode detectar problemas mais graves que, se forem tratados a tempo, evitam situações de perda de dentes ou de tratamentos dispendiosos.