Um indivíduo do sexo masculino, com 45 anos de idade, lançou o pânico na manhã desta segunda-feira, dia 16, nas instalações da Segurança Social de Setúbal. Em causa estará o facto de lhe ter sido negada uma senha de atendimento, que despoletou um ataque de fúria naquele utente. Note-se que o indivíduo deslocou-se à Segurança Social devido ao atraso no pagamento de uma prestação mensal. Avança a Gazeta Setubalense que o indivíduo, fora de si, pegou em diverso material informático que de imediato lançou na direcção de funcionários e outros utentes que se encontravam em espera para serem atendidos. A PSP de Setúbal tomou conta da ocorrência.

O relógio marcava 10h45 quando o utente se dirigiu ao local de atendimento, para solicitar uma senha. No entanto, dado o elevado número de senhas que já haviam sido dispensadas, foi impossível, na altura, continuar com a distribuição das mesmas. Perante isto, o indivíduo partiu para a violência, ao destruir secretárias, cadeiras, vidros, computadores, tendo arremessado contra as pessoas que se encontravam no edifício tudo o que lhe aparecia pela frente. Mais de uma centena de pessoas aguardavam a sua vez para serem atendidas.

Os seguranças do Centro da Segurança Social imobilizaram o indivíduo até à chegada ao local da PSP de Setúbal, que acabou por deter o utente. De acordo com a nota divulgada pela PSP, o detido causou "vários danos em material informático, vidros e mesas" que se encontravam naquelas instalações. A PSP refere ainda que os danos causados ascendem aos 600 euros. Dados os ferimentos que apresentava numa mão, o homem foi, numa primeira fase, encaminhado para o Hospital de São Bernardo, em Setúbal, mas acabou por ser transferido posteriormente para o Hospital Garcia de Orta, em Almada, para ser submetido a cirurgia.

Beatriz Gama Lobo, da Unidade de Comunicação da Segurança Social de Setúbal, confirmou o episódio ocorrido naquele local, em declarações à Gazeta Setubalense. "As autoridades foram chamadas e de imediato a área de atendimento foi evacuada", sendo que o indivíduo foi "detido pelas forças policiais".