Amanhã chegam ao fim os seis dias de festas populares da cidade do Montijo. O concelho que todos os anos dignifica o seu santo padroeiro, São Pedro, escolheu a tarde de 25 de junho para encetar as festas da cidade e a noite de 30 de junho para proceder ao seu encerramento. Com início marcado frente aos paços do concelho, as Festas Populares de São Pedro incluíram um pequeno discurso de abertura por parte de Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal do Montijo. Ao som da charanga dos bombeiros e dos rufos dos tambores dos batucando, o autarca felicitou todos os elementos da estruturação deste evento, aplaudindo ainda todos os habitantes e visitantes da cidade.

Nuno Canta prosseguiu afirmando ser em nome dos montijenses que se estruturam estas festas, glorificando São Pedro e solenizando a classe piscatória. Obedecer à tradição, preservar as largadas e as touradas mantém-se assim na ordem do dia. A autarquia garantiu para 2015 um plano de festas bastante tradicional, procurando revelar o grau de energia, a aptidão e a devoção das muitas entidades que estiveram incluídas neste processo e que nos últimos meses se têm vindo a dedicar à sua organização. Nuno Canta recorda este evento anual como uma comemoração em torno do santo pescador São Pedro, que tendo vindo a ser ampliada desde 1951 e que se afirma como um dos momentos mais emblemáticos e representativos da cultura e da união popular montijense. Nesta ação apelam-se a emoções, aclamam-se paixões e glorificam-se tradições.

Nestes seis dias de festa, a população montijense teve assim oportunidade de conhecer um marcante ponto de ligação entre pessoas e culturas dentro da sua própria cidade. Ao percorrer as ruas adornadas, embelezadas e animadas por inúmeras atividades, todos conseguiram sentir um ambiente de alegria e satisfação. As Festas Populares de São Pedro podem ainda ser visitadas. Amanhã decorre a cerimónia do seu encerramento diante de uma apresentação multimédia e piromusical. Espera-se também assistir à já familiar Queima do Batel. #Entretenimento