A família viveu um autêntico pesadelo, quando Inês Pinto, de apenas 15 anos, desapareceu sem deixar rasto. Tudo aconteceu há duas semanas, quando a jovem estava com a irmã, em Ferreiras, Albufeira. No Montijo, de onde é natural, os pais entraram em desespero, sem saber do paradeiro da filha durante todos estes dias. Junto da polícia e nas redes sociais, a família fez de tudo para encontrar a jovem. De acordo com o Correio da Manhã, a GNR encontrou, nesta quarta-feira, a menor, algures no Alentejo. Para aumentar a estranheza do sucedido, a jovem estava na companhia de três homens, todos eles maiores de idade. 

A Polícia Judiciária vai continuar a investigar o caso, para perceber o que realmente sucedeu neste #Desaparecimento, bem como a relação da menor, do distrito de Setúbal, com os três homens, detidos como suspeitos neste caso. A família desconhecia quais as motivações por detrás deste desaparecimento, mas apontou o nome de um vizinho que acreditavam poder estar relacionado com a situação. 

Quando a GNR interceptou o veículo com a jovem e os três suspeitos, algures no Alentejo, numa estrada nacional entre Portel (distrito de Évora) e Vidigueira (Beja), acabou por deter os suspeitos para investigação e levar a jovem desaparecida para junto da família. No entanto, não há muitas informações sobre o desenrolar dos acontecimentos. 

A hipótese de rapto foi bastante considerada durante os últimos dias, mas alguns conhecidos da jovem também sugeriram que ela poderia ter desaparecido por sua livre vontade, como se pode ler nas redes sociais. Aliás, a Polícia refere várias vezes que são muito comuns estes "desaparecimentos" no Verão. Os jovens tendem a fugir de casa como tentativa de ameaça aos pais, quando impossibilitados de realizar uma qualquer iniciativa que tenham em mente. Recorde-se que já em Julho deste ano, uma menor de Guimarães também esteve desaparecida até que a Polícia a encontrou, provando-se depois que a adolescente de 16 anos tinha simplesmente fugido de casa.