Um homem, suspeito de ter assassinado um seu vizinho, vai aguardar por julgamento no Estabelecimento Prisional de Setúbal. O indivíduo de 41 anos foi detido na noite da passada segunda-feira, 28 de Dezembro, depois de ter disparado uma caçadeira, provocando a morte de um outro homem. A vítima, de 48 anos, estaria no exterior da habitação do suspeito, na freguesia de Foros da Quinta, na zona de Vila Nova de Santo André. Em causa estarão, em princípio, desavenças entre os dois, mas o caso está a ser investigado pela #Polícia Judiciária.

O caso remonta à noite de segunda-feira, 28 de Dezembro, quando a vítima se deslocou à casa do suspeito para lhe pedir algumas explicações sobre quezílias antigas. Ao que tudo indica, os dois ter-se-ão insultado mutuamente, tendo o “visitante” partido a portada da janela e ameaçado o morador. No interior da habitação, o indivíduo terá ido buscar uma caçadeira e efectuado um disparo, através da própria janela. O tiro terá atingido o vizinho na face, junto ao pescoço, provocando-lhe a morte.

Tudo aconteceu em Foros da Quinta, na freguesia de Santo André, concelho do Santiago do Cacém. Depois daquele acto, o suspeito deslocou-se a casa de um outro vizinho, localizada a alguma distância da sua, dado tratar-se de uma povoação dispersa, e afirmado que tinha acabado de matar uma pessoa. Eram cerca das 22:30 horas quando aquele vizinho alertou a Guarda Nacional Republicana para o sucedido. Quando os militares chegaram ao local, o suspeito cooperou e não ofereceu qualquer tipo de resistência no momento da sua detenção.

Por sua vez, os meios de socorro já nada puderam fazer para salvar a vítima, tendo o óbito sido confirmado no próprio local pela equipa médica do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

O suspeito, que ficou à guarda dos militares da Guarda Nacional Republicana, acabaria por ser entregue à Polícia Judiciária, que o apresentou ao juiz de Instrução Criminal nesta quarta-feira, 30 de Dezembro. O magistrado decretou-lhe a medida de coacção mais gravosa, a prisão preventiva, tendo sido transportado ao Estabelecimento Prisional de Setúbal, onde irá permanecer até à conclusão do inquérito e à realização do respectivo julgamento.   #Crime