Tinha 24 anos, era trabalhador da construção civil e iria ser pai dentro de poucos dias, mas acabou por morrer alvejado à porta de uma discoteca. O #Crime ocorreu às primeiras horas deste domingo, 5 de Junho, em Corroios, no concelho do Seixal. O atentado, que agora está a ser investigado pelas autoridades policiais, também feriu com gravidade outros dois jovens, dois irmãos, que foram transportados para o hospital. Um primo da vítima mortal indica um segurança como sendo o presumível autor do homicídio.

O crime ocorreu por cerca das 7:30 horas deste domingo (5 de Junho) no exterior de uma conhecida discoteca, localizada na zona industrial de Corroios, Seixal. Teria sido mais uma noite animada, como tantas outras, depois de uma festa com música cabo-verdiana. Johnny, de 24 anos, estava no local na companhia de um grupo de amigos, entre os quais dois irmãos, Jay e Edmilson. Um primo de Johnny relatou aos jornalistas que terão ocorrido alguns desacatos entre o grupo de jovens e os seguranças do estabelecimento de diversão nocturna. Depois, só se sabe que no decorrer da rixa, ouviram-se alguns disparos de arma.

Jay e Edmilson terão sido atingidos por uma arma branca e ficarem feridos com gravidade, o que após os primeiros socorros prestados no local foram transportados ao Hospital Garcia de Orta, em Almada. Por sua vez, Johnny terá sido alvejado pelas costas por uma arma de fogo. Apesar do socorro prestado pelos Bombeiros Voluntários do Seixal com o auxílio da equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), a vítima foi transportada ao hospital, em paragem cardiorrespiratória, tendo ali sido decretado o óbito.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) do Seixal foi chamada a intervir, mas encaminhou a investigação para a Polícia Judiciária, que enviou uma equipa de inspectores com vista a recolher indícios e elementos de prova que possam esclarecer as circunstâncias em que ocorreu aquele crime. Durante a tarde do mesmo domingo, elementos da Polícia Judiciária conseguiram identificar e capturar, na zona da Amadora, aquele que é considerado como o principal suspeito do crime.