Bruno Rodrigues, um jovem de 18 anos, que frequentava a Escola Secundária da Quinta do Conde, foi encontrado sem vida numa zona de mato, na Quinta do Conde, uma freguesia do concelho de Sesimbra. Foi encontrado inanimado, aproximadamente pela meia-noite desta quarta-feira (16 de Novembro), por um morador que, por mero acaso, passeava o seu cão num local isolado, próximo de um complexo desportivo dessa mesma localidade. Esse mesmo homem terá dado também o alerta às autoridades, cerca das 23:43 horas.

Os Bombeiros de Sesimbra foram accionados, e quando chegaram a vítima já se encontrava sem vida. O óbito viria mesmo a ser declarado oficialmente pelo médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto de Emergência Médica (INEM) do Hospital de São Bernardo (Setúbal). O cadáver viria a ficar entregue ao Gabinete Médico-Legal e Forense para a realização da autópsia, de modo a que se tente descobrir algo mais sobre o mecanismo do alegado #Crime efectuado.

Marcas de agressão

O corpo apresentava diversas marcas de agressão bastante violenta, principalmente na zona da cabeça e tronco. A #Polícia Judiciária (PJ) encontra-se a investigar as circunstâncias que terão envolvido aquela morte, suspeitando, de início, tratar-se mesmo de homicídio.

Os motivos deste provável crime e as circunstâncias do mesmo estão actualmente a ser investigadas pela Polícia Judiciária de Setúbal, que entretanto enviou de imediato inspectores e peritos forenses ao local, para recolherem indícios e meios de prova para o total esclarecimento do suposto homicídio.

Morte violenta e inesperada

Esta morte foi tão violenta como inesperada, pelo que deixou em choque todos os amigos, familiares e habitantes dessa mesma zona.

Alguns desses amigos do Bruno Rodrigues afirmaram mesmo, perante os jornalistas, que tinham almoçado com ele nesse dia e que consideravam-no um rapaz calmo e pacato. Referiram ainda que ele não gostava de se envolver em confusões, e que nem andava com más companhias. E comentaram ainda que não faziam ideia do que teria acontecido ao amigo. #Violência