Um jovem de 29 anos morreu depois de o automóvel que conduzia ter chocado violentamente num outro que seguia em sentido contrário. O condutor do segundo veículo, um homem de 52 anos, também não resistiu aos ferimentos e a acompanhante, uma mulher de 49 anos, ficou ferida em estado considerado grave. Apesar de as causas ainda estarem a ser apuradas pelas autoridades, os primeiros indícios apontam para adormecimento ou doença súbita. O trágico acidente ocorreu na madrugada desta sexta-feira, 10 de Março, no Itinerário Complementar nº 33 (IC3), próximo da aldeia de Silveiras, no concelho de Grândola (distrito de Setúbal).

Publicidade

O alerta para o violento acidente soou na central do Comando Distrital das Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, da Autoridade Nacional de Protecção Civil, por cerca das 1:30 horas, dando conta de um #Acidente envolvendo dois veículos automóveis ao quilómetro 43 do IC3. Tudo indica para que o automóvel conduzido por um jovem de 29 anos tenha saído da sua faixa de rodagem, vindo a chocar frontalmente com um outro automóvel que seguida em sentido contrário. Uma vez que as autoridades não detectaram quaisquer sinais de travagem no asfalto, leva a crer que o jovem condutor tenha adormecido ou sido vítima de doença súbita, fazendo com que perdesse o controlo do automóvel. No entanto, militares do Núcleo de Investigação a Acidentes de Viação da Guarda Nacional Republicana estiveram no local e recolheram elementos de prova com vista a esclarecer as causas que tenham estado na origem daquela violenta colisão.

O jovem condutor morreu, assim como o homem de 52 anos que conduzia o segundo automóvel, onde seguia, ainda, uma mulher de 49 anos que sofreu ferimentos considerados graves. Nas operações de Socorro estiveram envolvidos cerca de três dezenas de operacionais das corporações de #Bombeiros voluntários de Grândola e de Alcácer do Sal, auxiliados por 12 viaturas, bem como uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (#INEM).