Rui Figueira, antigo presidente da Junta de Freguesia de Ponta do Sol, pelo PSD na Madeira, faleceu ontem após ingerir um produto para a limpeza de metais, divulgou o semanário SOL. O empresário de 54 anos era proprietário de uma ourivesaria naquela localidade madeirense, actividade que recorre frequentemente a produtos para a limpeza de metais. A Polícia de Segurança Pública e o Ministério Público ainda estão a apurar todas as contingências da ocorrência, mas tudo aponta para que tenha sido efectivamente um acidente, estando por agora afastadas quaisquer suspeitas de suicídio ou homicídio.

Após assistir a missa tradicional, Rui Figueira foi para a ourivesaria, onde ingeriu o ácido

Rui Figueira é uma figura sobejamente conhecida na zona oeste do arquipélago madeirense, sobretudo na localidade de Ponta do Sol. Após ter assistido à «missa do parto», uma missa matinal tradicional daquela ilha, o empresário terá ido, em seguida, para a sua ourivesaria, na companhia da esposa. Esse era, aliás, um procedimento habitual.

Aí, o antigo presidente da junta terá engolido um líquido corrosivo utilizado para limpar metais preciosos. O engano deveu-se ao facto de Rui Figueira ter deitado o ácido dentro de uma garrafa de água. Após ter revelado uma aguda indisposição, o empresário foi socorrido pelos bombeiros, que, quando chegaram à loja, encontraram o ourives já em paragem respiratória.

Equipa de reanimação madeirense fez manobras durante uma hora, mas sem sucesso

O INEM madeirense esteve igualmente no local, tentando, inclusive, fazer manobras de reanimação durante mais de 60 minutos. Uma vez declarado o óbito, o corpo do empresário foi transportado para o Instituto de Medicina Legal madeirense, onde foi autopsiado.

Rui Figueira, que deixa mulher e filhos, era empresário e político. Foi ainda presidente do Iate Clube da Ponta do Sol e dirigente desportivo, nomeadamente delegado do clube de futebol Marítimo. Aguardam-se reacções por parte, quer do PSD-Madeira, quer do Clube de Futebol Marítimo.