Se estava a prever ir passear no fim-de-semana ou então se achava que podia andar "mais à fresca" durante a semana, enganou-se. Prepare as botas, o sobretudo e o guarda-chuva. O Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA) explicou que devido a uma depressão que atravessa o nosso país, a chuva vai voltar em força e não vem sozinha: granizo e trovoada também estão previstos até sexta-feira, 20 de março.

Há quatro distritos em alerta amarelo

Os distritos do sul serão os mais afectados porque, segundo o meteorologista Bruno Café, o percurso da depressão é de "norte para sul ao longo da costa e depois vai ficar estacionária no sul do Algarve durante a quarta-feira". Por isso mesmo há quatro distritos em alerta amarelo: Lisboa, Setúbal, Beja e Faro. O alerta amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, vai ser mais prolongado no Algarve porque, explicou à agência Lusa Bruno Café, está prevista "precipitação com muita intensidade para a região".

A partir de quinta-feira, 19 de março, há perspectiva de que o cenário acalme mas isso não significa que a chuva dê tréguas, pode é dar lugar a aguaceiros, "sobretudo na parte da manhã". Até ao fim de semana está também previsto o aumento das temperaturas mínimas dos 15 graus Celsius para os 20 graus mas, usar o guarda-chuva pode ser necessário porque há nuvens negras a pairar no céu.

No sítio oficial de internet do IPMA pode ler-se que no sábado há 43% de probabilidade de chover, valor que desce quando olhamos para domingo que passa a ser de 31%. O domingo pode ser mais convidativo, não só porque há menos probabilidade de chover, mas também porque as temperaturas mínima e máxima devem manter-se em relação ao dia a anterior.

Quanto ao resto da próxima semana, as temperaturas máximas devem oscilar entre os 13 graus Celsius e os 18 graus, enquanto as mínimas não devem fugir muito aos 9 graus Celsius. O dia mais frio deverá ser a terça-feira, 24 de março, já que os termómetros podem chegar aos 6 graus Celsius de temperatura mínima.