Mais de uma centena de municípios portugueses assinalam, este sábado, 28 de Março, a "Hora do Planeta", uma iniciativa da organização WWF que pretende juntar e sensibilizar os cidadãos contra as alterações climáticas que afetam o planeta. Um pouco por todo o país, durante uma hora (entre as 20h30 e as 21h30), edifícios, monumentos e empresas ficarão às escuras mas também as pessoas são chamadas a aderir apagando as luzes das suas casas, numa atitude simbólica em defesa do #Ambiente.

É a nona vez que a iniciativa, sob o lema "Usa o teu poder contras as alterações climáticas", é realizada em milhares de cidades de todo o mundo, juntando milhões de pessoas a favor da sustentabilidade ambiental. A "Hora do Planeta" realizou-se pela primeira vez, em 2007, na cidade australiana de Sydney e desde então ganhou contornos que fazem hoje dela a maior campanha ambiental do mundo. Os organizadores acreditam ser possível envolver os cidadãos e as organizações à escala mundial para tomarem medidas contra as alterações climáticas e, desse modo, contrariarem a atividade humana que é apontada pelos especialistas como a principal causa das mudanças no clima. 

A WWF (anteriormente designada Fundo Mundial para a Natureza) foi criada em 1961 sendo atualmente uma das mais conhecidas e respeitadas organizações independentes ligadas à conservação do ambiente. A WWF possui cerca de cinco milhões de associados em todo o mundo, desenvolvendo dois mil projetos de conservação ambiental em mais de 100 países.

Em Portugal a WWF tem vindo a trabalhar em projetos ambientais, um deles relacionado com a defesa dos montados, o habitat natural do lince ibérico, um dos felinos mais ameaçados do mundo. A sua ação tem-se centrado na conservação da biodiversidade dos montados, na certificação FSC e no pagamento dos serviços deste ecossistema que funciona como barreira contra as alterações climáticas e contra a desertificação. Este projeto de preservação de ecossistemas da WWF Portugal - Save Corks, Cats&Our Climate - foi um dos projetos sugeridos este ano pela plataforma de crowdfunding da "Hora do Planeta" (Earth Hour Blue) para receber apoio e doações.