É mais um caso de violência doméstica, com contornos de extrema agressividade. Um homem de 37 anos, lenhador de profissão, foi detido no fim-de-semana pela Polícia Judiciária da Guarda, na sequência de, alegadamente, ter violado e agredido a ex-namorada, de 43 anos, por não aceitar o término da relação de um ano e meio. Este será mais um caso que ensombra o país, cada vez mais fustigado com casos de violência doméstica. Com a agravante, além da violência praticada, de ter ocorrido uma agressão sexual, um outro triste flagelo que assola a sociedade.

A vítima terá posto fim à relação, no ano passado, abandonando a casa onde vivia com o suspeito, na sequência de um relacionamento de aproximadamente um ano e meio. Uma decisão que o suspeito nunca terá aceitado e contra a qual terá mesmo tentado uma reconciliação. Como a ex-namorada nunca cedeu às intenções do ex-companheiro, terão começado as ameaças.

Em Setembro de 2014, a vítima apresentou mesmo queixa na Polícia de Segurança Pública, por tentativa de violação. O homem terá esquematizado um cenário para ficar a sós com ela, na casa que em tempos fora o lar do casal. Com o pretexto de uma avaria na máquina de lavar roupa, a mulher deslocou-se com o filho, à antiga casa. O suspeito tentou aí violar a vítima que, no entanto, conseguiu fugir, apresentando depois a referida queixa.

No entanto, o homem, não terá desistido dos intentos e terá mesmo conseguido consumar o #Crime. Após uma suposta perseguição, conseguiu encontrar a ex-namorada sozinha, a apanhar míscaros. Com uma pistola apontada, forçou a mulher a entrar no carro, encaminhando-se até um pinhal em Celorico da Beira. E terá sido aí que a terá violado e espancado. Depois, ainda terá roubado o telemóvel à vítima, e pôs-se em fuga, deixando-a no dito pinhal, sozinha, agredida e sem telemóvel, para pedir socorro. A vítima conseguiu, no entanto, encontrar ajuda junto de alguns populares e foi depois assistida no Hospital da Guarda.

O suspeito, o ex-namorado, foi agora detido pela Polícia Judiciária da Guarda e será presente a Tribunal, no decorrer desta semana, acusado de violência doméstica.