Tentou assaltar uma residência na Bobadela com outro indivíduo, ambos fugiram da PSP, que tentou evitar o #Crime. No seguimento deste cenário, dois polícias morreram colhidos por um comboio durante a perseguição e os suspeitos são detidos por outros agentes e presentes a Tribunal. Depois de duas semanas em julgamento, a decisão do Tribunal de Loures foi revelada esta segunda-feira, dia 9: o jovem de 17 anos vai cumprir nove meses de prisão por dias livres, em 54 períodos de 36 horas, aos fins-de-semana.

O problema é que, enquanto a sentença não transitar em julgado - ou seja, enquanto for passível de recurso - o jovem condenado usufrui de uma liberdade igual a qualquer cidadão. E, foi no usufruto dessa mesma liberdade, que esta terça-feira, dia 10, um dia depois de saber a sentença, o mesmo indivíduo foi novamente detido pela PSP pelo mesmo motivo: estava a tentar assaltar uma residência, na freguesia de Camarate, concelho de Loures. Por mais este crime, o jovem volta ao banco dos réus, esta quarta-feira, dia 11, para ser novamente ouvido pelo juiz.

Segundo a agência Lusa, a tentativa de assalto ocorreu de manhã e o jovem de 17 anos não agia sozinho. A PSP deteve também um outro indivíduo, ainda não identificado, que alegadamente participava no crime. Pelo que foi possível apurar, esse indivíduo poderá ser o terceiro elemento que a polícia não capturou, mas que ficou provado ter participado no assalto, a 25 de Fevereiro, numa residência na Bobadela. Recorde-se que, o jovem já tem antecedentes criminais e há duas semanas foi apanhado, com outro indivíduo, a tentar assaltar uma residência na Bobadela.

O juíz, que tomou conta do processo sumário, explicou que optou pela pena de prisão por dias livres, para o jovem de 17 anos e pela pena suspensa, para o jovem de 19 anos, devido "à idade dos arguidos". Os dois jovens foram condenados pela prática de furto qualificado na forma tentada a uma residência na Bobadela, e ainda por posse de arma proibida, acusação que recaiu apenas sobre o jovem de 19 anos. #Justiça