A Páscoa, também conhecida como Domingo da Ressurreição, é uma festa religiosa que celebra a ressurreição de Jesus que ocorreu três dias depois da sua crucificação. É precedida pela Quaresma que se trata de um período de quarenta dias de jejum, orações e penitências, sendo que na última semana (Semana Santa) existe o Tríduo Pascal que consiste na celebração da Quinta-feira Santa (que comemora a cerimónia do lava pés e a Última Ceia), da Sexta-feira Santa (onde se revive a crucificação e morte de Jesus) e o Sábado de Aleluia (também conhecido como Sábado Santo, Sábado Negro ou Véspera da Páscoa) e no qual os cristãos preparam a celebração da Páscoa e quando se comemora o dia que o corpo de Jesus permaneceu sepultado no túmulo.

Os costumes pascais variam muito entre os cristãos de todo o mundo (missas matinais, ovos de Páscoa e a saudação pascal), no entanto outros costumes foram associados à Páscoa como a caça aos ovos, o coelho da Páscoa e a Parada da Páscoa.

Em Portugal temos vários costumes associados a esta época. Nesta altura é costume limpar-se muito bem as casas para receber o Compasso (Visita Pascal), que é uma visita do padre a cada casa para abençoar o lar e todos os que lá vivem.

É também uma altura especial para os padrinhos e madrinhas, visto ser nesta altura que principalmente se recorda o laço que os une aos afilhados, sendo que tradicionalmente se oferece às crianças as amêndoas, os ovos (símbolo da vida), o pão-de-ló e os folares. Estes doces costumam estar também em cada casa para a receção do Compasso pois é visto como um sinal de hospitalidade.

Em Portugal, as tradições da Páscoa são variadas no entanto destacam-se principalmente quatro. Em primeiro lugar o Compasso, que como referido anteriormente, é a visita do padre para a bênção do lar e dos seus habitantes, e que representa a entrada de Jesus Cristo no lar. Temos ainda o Jejum que antecede a Páscoa, durante o período da Quaresma, altura em que se evita comer carne às sextas-feiras, por respeito a Jesus Cristo que foi crucificado numa sexta-feira, sendo que no Domingo de Páscoa, sendo dia de festa, volta-se a comer carne. É também costume, entre cristãos, que na semana anterior à Pascoa (Semana Santa) sejam feitas diversas procissões.

Por fim, é tradição popular da Páscoa em Portugal, oferecer-se uma prenda aos afilhados. É costume os padrinhos oferecerem um folar aos afilhados que por sua vez devem entregar, no Domingo de Ramos, um ramo de oliveira ao padrinho ou um ramo de violetas à madrinha. O folar tem vindo a ser substituído, no entanto, pela oferta de pão-de-ló, amêndoas ou dinheiro. Esta tradição estende-se também aos familiares e amigos o que resultou na troca de amêndoas e folares.

E tratando-se da comemoração da ressurreição de Jesus Cristo, se tem crianças porque não esconder os ovos de chocolate ou amêndoas pela casa e organizar uma pequena caça aos ovos? #Curiosidades