Uma investigação muito particular, liderada por John Golobic, microbiologista dos laboratórios 'Quest Diagnostics' no Novo México, nos Estados Unidos da América (EUA), concluiu que a falta de higiene pode levar a que as barbas se tornem verdadeiras 'casas' de várias bactérias muito semelhantes às que são possíveis encontrar numa casa de banho.

"As bactérias de algumas barbas são semelhantes às que se podem encontrar em matéria fecal", defende John Golobic na investigação que conduziu. O analista analisou dezenas de homens com barbas e a conclusão não podia ser mais preocupante: é um hábito pouco higiénico e saudável.

Homens com barba está na moda. Mas, como defendia o 'Gentleman's Journal' em Janeiro de 2013, existe uma regra de ouro: "mantê-la cuidada". "Ao contrário da opinião popular, barba não é a opção do homem preguiçoso. Podemos não ter de fazer a barba todas as manhãs, mas requer uma atenção permanente", defende João Jacinto no site dedicado à moda masculina e lifestyle.

A investigação de Golobic corrobora a opinião do consultor de comunicação. Segundo o especialista, a falta de higiene em algumas barbas era de tal forma expressiva que só encontrava semelhantes condições numa casa de banho. Os resultados levaram mesmo Golobic a afirmar que se os mesmos níveis de bactérias encontrados em algumas barbas fossem detetados em sistemas públicos de águas, então estes teriam de ser encerrados para posterior desinfestação.

Embora os níveis encontrados pelo estudo norte-americano não sejam suficientes para gerar doenças, o microbiologista defende que se trata de uma questão preocupante, aconselhando os indivíduos em causa a desinfetarem a barba ou, em último recurso, a desfazerem-na.

Aderir a esta tendência pode ter muito que se lhe diga e, consciente de que ter barba é cada vez mais um hábito um pouco por todo o mundo, John Golobic deixa alguns conselhos para aumentar os níveis de higiene, com destaque para esfregar bem a barba, lavar com frequência as mãos e "mantê-las afastadas da cara".

Recorde-se que, no final do ano passado, a revista 'Behavioral Ecology' publicou um estudo conduzido pelos psicólogos Barnaby Dixson e Paul Vasey, segundo o qual a barba não torna os homens mais atraentes para as mulheres. No entanto, a barba tem vários significados associados, como por exemplo: estatuto social, masculinidade e maturidade. #Curiosidades