É um caso inédito em Portugal. Uma jovem decidiu cancelar o casamento que tinha marcado depois de ter descoberto que o noivo maltratou a sua gata de estimação. A agressão foi de tal forma grave que o animal ficou com o maxilar partido, perdeu os dentes e tem líquido nos pulmões, o que lhe dificulta a respiração. O caso está a chocar muitos portugueses e a gerar uma onda de solidariedade.

Diana Carvalho, residente na Póvoa de Varzim, foi surpreendida num final de tarde pelo estado maltratado da sua gata Lara, de quem cuida há sete anos. O culpado das agressões violentas era o namorado. Indignada, a jovem rapidamente denunciou o caso nas redes sociais, anunciando também que a relação terminava naquele momento. Na sua página pessoal do Facebook, Diana relata os acontecimentos daquele final de tarde. "Acordei depois de uma boa soneca ao fim da tarde e (…) o cenário era este, a minha gata, que me acompanha há sete anos, tinha sido agredida pelo Fernando", começou por denunciar a jovem, acrescentando que o então noivo se riu enquanto ela "chorava em prantos". "Quem agride um animal indefeso não é filho de boa gente", escreveu ainda Diana na mesma publicação.

As lesões graves provocadas na gata obrigaram a vários tratamentos e internamentos num hospital veterinário. A denúncia provocou uma onda solidariedade e levou a jovem a criar a página 'Ajudem a Lara', onde vai fazendo atualizações constantes do seu estado de saúde. Muitas pessoas solidárias decidiram apoiar a jovem, contribuindo para as despesas dos tratamentos. Caso as ajudas ultrapassem as despesas, Diana promete doar o dinheiro a uma instituição que apoie #Animais.

Entretanto, Diana apresentou queixa na Polícia de Segurança Pública contra o agora ex-namorado por #Violência sobre um animal, o que configura um crime público. A jovem garante que o objetivo é fazer deste caso "um exemplo para todas as pessoas que têm medo de proteger os seus animais". Na página oficial, Diana vai atualizando o estado de saúde da gata Lara, que tem vindo a melhorar significativamente.