A Câmara Municipal da capital francesa decidiu retirar da Pont des Arts, no centro da cidade, as centenas de milhares de cadeados de casais apaixonados que já não deixam ver o gradeamento da estrutura. Há vários anos que os casais têm como tradição, naquela que é conhecida como a cidade do amor, deixar um cadeado fechado, acreditando que assim o amor será eterno. Ora, a partir de agora, os apaixonados deverão escolher outra forma de eternizar esse sentimento, uma vez que a Câmara, alertada para o perigo da ponte começar a ceder devido ao peso, decidiu remover todos os objetos.

A autarquia informou que os cadeados estão a provocar uma degradação visível daquele património, sublinhando o risco à segurança daqueles que visitam ou utilizam a ponte, sejam habitantes da cidade ou turistas. Já no ano passado, uma das grelhas metálicas da ponte acabou por cair no rio Sena, devido ao peso, que se estima em 45 toneladas. Na altura, mais de 2 metros do gradeamento cederam ao peso, mas não causou qualquer vítima. Ainda antes deste episódio, em junho de 2014, a presidente da Câmara havia apelado a que os apaixonados procurassem alternativas mais ecológicas e até solidárias para eternizar o amor.

A remoção dos cadeados deverá ser feita até ao próximo domingo, 7 de junho, e por isso a ponte estará encerrada até então. A Câmara acredita que estão lá pendurados mais de um milhão de objetos e já informou que serão substituídos por arte contemporânea. As grades ficarão protegidas com o recurso a painéis de vidro. #Turismo #Curiosidades

Nos últimos anos, milhares de casais que visitaram a capital francesa, cidade da luz e do amor, penduraram os cadeados na Pont des Arts, estrutura que atravessa o rio Sena junto ao Museu do Louvre e oferece aos turistas uma das vistas mais belas da cidade. Esta é uma moda adotada em todos os continentes e cada cadeado exibe as iniciais dos nomes de cada um e, depois de selado, a chave é atirada ao rio Sena. Os apaixonados acreditam que assim ficarão "juntos para sempre". Esta "febre" começou em 2008 e estava limitada a 2010, mas acabou por abranger os 150 metros de gradeado da ponte, tendo-se alastrado mesmo a outras pontes da cidade e até à Torre Eiffel.