O município espanhol de Trigueros del Valle, situada na região de Valladolid, declarou oficialmente cães e gatos como "vizinhos não humanos." O órgão da autarquia local aprovou, com estatuto oficial, a chamada "Declaração de Renedo" - nome derivado da aldeia onde surgiu a ideia e a iniciativa - no sentido de criar um estatuto que atribua "condições de vida e saúde razoáveis" a estes #Animais. A informação foi veiculada pela emissora espanhola Cadena Ser. Em Portugal, o humorista e radialista Nuno Markl, conhecido pela sua postura na defesa dos direitos dos animais, veiculou esta notícia através da sua página de Facebook.

De acordo com o alcaide (cargo com as funções de autarca) de Trigueros del Valle, Pedro Pérez, o objectivo é "dignificar o trabalho de cães e gatos", pois são animais que "têm estado connosco há milhares de anos" e, em muitos casos, "têm sido os olhos dos nossos caçadores e pastores."

A ideia desta proposta, aprovada por unanimidade pelo órgão autárquico local, passa por fixar uma "declaração de princípios" que crie um conjunto de "direitos e deveres" entre os animais e os seus "tutores", de acordo com os responsáveis da associação Rescate 1. Esta associação irá coordenar o seu esforço com as autoridades no sentido de proteger os animais que sejam maltratados ou abandonados.

A autarquia ficará com a tutela até que os membros da associação possam "enviá-los a um centro canino ou lhes dêem os cuidados necessários", de acordo com a informação prestada pelo alcaide. Outras autarquias da província de Valladolid estão igualmente a estudar a possibilidade de aplicar esta medida aos seus animais domésticos.

O município de Trigueros del Valle, estando situado bem no interior da comunidade autónoma de Leão e Castela, conta com apenas 340 habitantes. Dado o carácter acentuadamente rural do seu modo de vida, e na sequência da recente polémica em torno dos casos da Enterro do Galo e da Queima do Gato, a iniciativa do pequeno município espanhol vem demonstrar que o relacionamento do ser humano com os animais não está dependente de estilos de vida ou conceitos de ruralidade ou urbanidade.