João Marinho, o montanhista português que desapareceu em Novembro do ano passado, nos Picos da Europa, foi agora encontrado. O homem de 31 anos, natural de Amarante, encontrava-se de férias em Espanha, onde tinha ido praticar montanhismo sozinho. O alerta foi dado logo no início de Novembro por amigos da família e as buscas iniciaram-se de imediato. Porém, as condições climatéricas da altura fizeram cancelar as buscas sem nunca terem encontrado qualquer vestígio do português.

Amante de aventura, João Marinho era um homem com experiência na montanha e preparado para situações difíceis. Contudo, a tempestade que se supõe que o tenha apanhado de surpresa levou a melhor sobre este português. Desaparecido há nove meses nos Picos da Europa, o corpo foi agora encontrado por um grupo de montanhistas e enviado para autópsia, que será efectuada pelo Instituto de Oviedo, de modo a confirmar-se de que é realmente o atleta desaparecido.

Contudo, as evidências são demasiado fortes uma vez que entre os pertences do corpo agora encontrado foram também descobertos documentos de identificação de João Marinho. Os montanhistas que encontraram o corpo fizeram ainda saber que a pessoa em causa teria morrido já há algum tempo.

As últimas fotos que o português partilhou nas redes sociais datam de 4 de Novembro, altura essa em que o João surge com equipamento de montanha e com os Picos da Europa por detrás de si. As buscas iniciaram-se logo que foi dado o alerta do seu #Desaparecimento e contaram com a colaboração das autoridades espanholas e portuguesas.

Cerca de 11 dias depois do seu desaparecimento, a Guardia Civil teve de cancelar a operação de busca alegando que a quantidade de neve acumulada nos últimos dias e o desconhecimento da rota que o português teria seguido, para além do terreno complicado, fez com que o trabalho não tivesse resultados positivos.

Já no mês passado o irmão do atleta fez saber que as buscas iriam ser retomadas e intensificadas na zona onde se pensava que o João pudesse ter desaparecido, tendo em conta o local onde tinha sido encontrado o seu automóvel. #Desportos Radicais