Desempregado, sem estudos e a viver do rendimento social de inserção, Sérgio Silva venceu o Quem quer ser milionário da RTP 1 na passada semana. Às perguntas de geografia, história, música clássica, mecânica, e outras, Sérgio respondeu corretamente e levou para casa 10 mil euros. Os restantes concorrentes mal tiveram oportunidade e viram assim o seu adversário levar o prémio que era para ter sido de 100 mil, mas a hesitação numa resposta reduziu e muito o valor arrecadado. Depois do concurso, a sua vida mudou por completo, começa a trabalhar em breve e vai até continuar os estudos à noite.

Em 2007, a uma semana do Natal, Sérgio foi despejado com a família da casa onde vivia. Desde aí que já viveu em três pensões diferentes. Hoje, vive num apartamento com mais 12 pessoas e partilha o quarto com o seu primo autista, de quem toma conta. A mãe vive doente num lar.

Ao apresentador Malato confessou-se um apaixonado por ciência, história e astronomia, e que fala três línguas estrangeiras. Esta foi uma das razões para ter sido contratado por um restaurante da zona de Lisboa. Começa a trabalhar no próximo dia 1 de Outubro. Também a vantagem de o restaurante ser próximo da sua casa é a de poder continuar a tratar do primo autista com quem vive. À noite irá prosseguir os estudos, frequentando uma licenciatura oferecida pela Universidade Aberta.

Desempregado e com 36 anos, Sérgio contou ainda que vivia com 178 euros por mês, do rendimento social de inserção, mas esta realidade mudou de há dois meses para cá, altura em que o programa foi gravado. Para além da comida e da roupa que comprou, com os 10 mil euros do programa, Sérgio comprou ainda toda a coleção de livros de José Rodrigues dos Santos, conforme escreve o site Notícias ao Minuto.

A história inspiradora de Sérgio Silva originou já uma onda de solidariedade para com ele, e diversas foram as ajudas que foram chegando. Desde já a Malo Clinic vai pagar-lhe um tratamento dentário e houve ainda quem se oferecesse para pagar uma viagem a Paris para Sérgio cumprir o seu sonho, o de visitar o Museu da Ciência.

Este autodidata deixou ainda um conselho nas múltiplas entrevistas que já deu desde a transmissão do programa, dizendo às pessoas que se encontram numa situação como a sua para que “não desistam, vão à luta. Quem está aflito tem é de procurar visibilidade, porque sem cunha, não se consegue nada”, transcreve o Notícias ao Minuto. #Entretenimento #Desemprego #Curiosidades