Hoje, 16 de Outubro, celebra-se em mais de 150 países do mundo o Dia Mundial da Alimentação. Este ano o tema escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para comemorar a data é "Proteção Social e Agricultura: quebrando o ciclo da pobreza rural”. A escolha do tema deste ano prende-se, segundo dados publicados pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e #Alimentação (FAO), com o facto de cerca de 150 milhões de pessoas com vulnerabilidades económicas superarem condições de extrema pobreza graças a programas de apoio. A organização tem vindo a aumentar os seus esforços para ajudar os governos e parceiros a implementar medidas para ajudar as populações mais necessitadas a terem acesso aos recursos e serviços básicos. 

O Dia Mundial da Alimentação foi assinalado pela primeira vez em 1981 e pretendia que toda a população estivesse informada e reflectisse sobre o quadro da alimentação a nível mundial, incluindo a fome no planeta. A data foi também escolhida para celebrar a criação da FAO, fundada em 1945. 

Todos os anos é escolhido um tema novo e, a partir dele, são criados várias actividades desportivas e culturais em vários pontos do país. Em 2013, por exemplo, o tema foi “Sistemas Alimentares Saudáveis” e em 2012 "Cooperativas agrícolas - a chave para alimentar o mundo" foi o tema eleito. "Pobreza rural", em 1985, "Alimentação e meio ambiente", em 1989 e "O milénio sem fome", em 2000, foram também alguns dos temas em destaque no passado.

"Proteção Social e Agricultura: quebrando o ciclo da pobreza rural" é um tema que faz todo o sentido num momento em que a crise económica se faz sentir em Portugal e afecta várias famílias. A agricultura é o sustento de muitas pessoas e, ao mesmo tempo, a proteção social é indispensável para ajudar as famílias com maiores dificuldades a conseguirem ter um acesso mais alargado aos recursos e serviços de saúde e, assim, reduzir a pobreza.

Aproveite o 16 de outubro e faça uma reflexão sobre os seus hábitos alimentares, nomeadamente no desperdício de alimentos e nas pequenas atitudes que pode ter para mudar o quadro da alimentação mundial.