Aproxima-se 2016 e com ele começam a ser produzidos novos calendários referentes ao novo ano. Em Ermesinde, cidade do concelho de Valongo, a Casa do Povo produziu também o seu calendário para 2016, com fotos de modelos locais. A particularidade é que todas elas têm mais de 60 anos. Esta iniciativa pretende angariar fundos para ajudar a instituição.

Depois de produções onde entraram bombeiros, judocas ou até mesmo as meninas da Playboy, conhecemos agora uma nova versão de um calendário. Sensual, atrevido e ousado, assim será o ano de 2016 se possuir pelo menos um calendário da Casa do Povo de Ermesinde. As modelos, 13 na totalidade, têm todas mais de 60 anos de idade (a miss Março tem 63 e todas as restantes acima dos 70), mas demonstram bem que de facto a sensualidade não escolhe idade.

Em poses sensuais estas mulheres posam para a objectiva com estilos muito variados, mas todos eles ousados. Na capa temos Rosa Sousa, uma idosa de 91 anos, que vestida a rigor para uma noite de cabaré anuncia logo de início qual será o tom da publicação: despida de preconceitos. Nas páginas interiores temos ainda uma Capuchinho Vermelho, uma cowgirl, uma motoqueira, uma colegial, uma dominadora sexual, uma coelhinha, uma vampira e a terminar, claro, uma mãe Natal.

Segundo o presidente da Casa do Povo, António Vasques, “todas as instituições de solidariedade sem fins lucrativos passam por dificuldades. Fizemos esta brincadeira engraçada pela primeira vez e não contávamos com tanta procura”, escreve o jornal Correio da Manhã. Também a directora-técnica da Casa do Povo, Isabel Sousa, refere que esta não foi uma ideia pensada mas sim uma sugestão de uma estagiária que trabalhou na instituição.

O calendário tem um valor de 3 euros e todos os lucros revertem para a instituição. O resultado deste trabalho foi divulgado nas redes sociais e tem recebido a atenção por parte do público. Em apenas dois dias a publicação conta já com mais de 2.500 partilhas e com dezenas de mensagens de parabéns pela iniciativa agora apresentada. #Curiosidades