Hoje, dia 1 de dezembro, Luna cruzou, mesmo sem querer, o caminho e o coração de cada cidadão português. Luna foi para Londres acompanhada dos pais, para tentar uma vaga no hospital pediátrico Great Ormond Street Hospital. Ontem mesmo foi precisa uma transfusão, mas devido a um alerta vermelho nas urgências do hospital público de Londres, devido a um pico de emergência de casos de gripe, Luna manteve-se com os pais no hotel do terminal de Gatwick. Luna necessita urgentemente do tratamento e, após um telefonema para o IPO do Porto - no sentido de obter informações sobre o tempo que a menina aguentaria sem o tratamento - a família foi informada de que a pequena Luna teria até hoje à tarde para fazer a transfusão. Uma fonte próxima da família informou a Blasting News de que até as 16 horas de hoje a pequena Luna não tinha conseguido ser internada e ainda não recebeu a transfusão de plaquetas primordial para viver. O Great Ormond Street Hospital For Children notificou os pais de Luna que sem as 221 mil libras, depositadas em conta, nada poderá ser feito. 

A história de Luna

Luna é uma criança igual a tantas outras. Gosta de brincar com as bonecas, de vestir-se de princesa e, como a maioria das meninas, tem no rosa a sua cor preferida. A sua rotina alterou-se profundamente há três anos, quando lhe foi diagnosticada uma leucemia linfoblástica aguda. A partir daí, a vida de Luna e a dos seus pais nunca mais foram as mesmas. Os tempos livres para brincar deram lugar às idas e vindas ao IPO do Porto, para transfusões e outros tratamentos que possibilitem a cura da leucemia.

Natural de Vila do Conde, a pequena Luna esteve internada até dia 30 de novembro num hospital do Porto. Após verem uma reportagem sobre um método inovador que está a ser realizado com sucesso num hospital pediátrico dos arredores londrinos, os pais decidiram tentá-lo. Foram "às cegas", sem saber se seriam atendidos ou não. As únicas certezas foram os vários exames que enviaram ao Hospital Pediátrico Great Ormond Street Hospital, em Londres, a solicitação de uma vaga e a esperança na recuperação de Luna. A actual fase que a criança está a passar é bastante complicada e é uma luta incessante contra o tempo.

Como ajudar

Fazer Luna voltar a sorrir é o que a família mais quer. Um desejo de Natal, um pedido feito e à espera de ser concretizado. E todos podem ajudar a menina portuguesa. Na página 'Todos pela Luna', lançada na rede social 'Facebook' podem enviar mensagens positivas, de força e de fé. Pode também partilhar as publicações para que mais pessoas saibam e passem a mensagem. E pode ainda ajudar contribuindo com uma doação para:

NIB 0018 0003 2281 2465 0202 3

IBAN PT50001800032281246502023 e

SWIFT/BIC: TOTA PT PL, cujo beneficiário é Adriano José Viana Moreira, o pai da Luna. #Casos Médicos #Causas