A  DECO PROTESTE (Defesa do Consumidor) denunciou casos de fraude, após queixas de clientes sobre as falsas promoções no dia da Black Friday (27 de novembro). Em causa está o aumento dos preços em vésperas da famosa época de descontos. Após analisar 1862 produtos, entre 16 e 27 de novembro, a DECO concluiu que “as lojas aumentaram os preços em cerca de 10% dos seus produtos”.

De acordo com o comunicado feito pela Associação de Defesa do Consumidor, “um em cada 20 produtos com descontos anunciados na Black Friday viola a Lei dos Saldos e das Promoções e a Lei das Práticas Comerciais Desleais”. A DECO exemplifica: “Na Worten, o preço do televisor LG  aumentou mais de 60%”, ou seja, em dois dias “aumentou 340,20 euros”; Ainda na mesma loja, “o preço do smartphone Samsung Galaxy S4 (de 16 GB) – aumentou 100 euros no dia 24 de novembro”; “Na Rádio Popular, o preço do televisor LG aumentou 80 euros no dia 18 de novembro”. Pode dizer-se que a subida de preço foi acima de uma centena de euros na passada sexta-feira.

A DECO denuncia a “manipulação de preços praticada pelas empresas” e alerta ainda os consumidores para consultarem os preços dos produtos antes de os adquirir de forma a “diminuir a possibilidade de ser enganados”. Os descontos não passam assim de uma ilusão.

Segundo o DN, em Espanha, ainda antes da Black Friday, já tinha surgido o alerta de que algumas empresas estariam a aumentar os preços nas semanas anteriores apenas para voltar a vender ao preço real, afirmando assim que os produtos estariam em promoção.

As grandes promoções da Black Friday acontecem todos os anos nesta época #Natalícia. É considerado o dia Mundial dos Descontos. Esta tradição teve início nos EUA, mas o conceito já chegou a muitos outros países, incluindo Portugal. Os descontos são variados e podem chegar aos 75% em várias categorias: smartphones, eletrodomésticos, roupas, calçados. A Fnac, Media Markt, Rádio Popular e Worten são alguns exemplos de lojas que anunciam descontos nos seus produtos. A maioria das famílias esperam por este dia, aproveitando para fazer compras de natal a preços mais baixos permitindo uma maior poupança. #Família