O elefante bebé foi recolhido por um parque na África do Sul. O animal, que segundo os tratadores terá apenas duas semanas, deverá ter sido abandonado pela sua manada devido a doença grave. Foi já no refúgio de #Animais que a amizade do pequeno elefante com um cão ajudou à surpreendente recuperação do animal.

Os elefantes são animais que vivem em manadas de 10 ou 15 exemplares e se deslocam todos juntos como uma família. Normalmente, quando algum dos animais fica doente ou ferido, é deixado para trás de modo a não atrasar a progressão do resto do grupo.

Tendo em conta a equipa de tratadores, terá sido isso que aconteceu ao pequeno elefante que padecia de uma infecção grave interna, que em 99% dos casos se mostra fatal para o animal. Apesar de ter sido recolhido pelo refúgio de animais, a esperança de que sobrevivesse à dita infecção era quase nula. Aliás, este tipo de refúgios de animais existentes em África, lida assiduamente com perdas de animais, pois a maior parte dos bichos recolhidos não consegue sobreviver devido a doenças graves ou à ausência precoce de contacto com as mães. Este refúgio em questão acolhe essencialmente animais orfãos por morte das mães devido à caça furtiva, principalmente de rinocerontes e elefantes.

No entanto, já no parque, o elefante travou amizade com um cão pisteiro e passaram a brincar juntos. Essa amizade terá dado ao pequeno elefante as razões necessárias para lutar pela vida e pela sua sobrevivência, tendo tido uma recuperação extraordinária que surpreendeu todos os que trabalham naquele parque.

Foi por essa mesma razão que partilharam imagens dos dois animais a brincarem juntos como se fossem da mesma espécie ou até de espécies bem mais similares do que um cão e um elefante. Os tratadores continuam maravilhados com a excelente recuperação do pequeno animal que, apesar de ainda sofrer de alguns pequenos problemas de saúde, deverá recuperar totalmente da infecção que poderia ter sido fatal. Todos veem esta recuperação como se de um milagre se tratasse. #Curiosidades