O estudo chama-se “Os #Jovens portugueses e o uso das plataformas sociais na internet” e parte da iniciativa “Pensa Antes de Partilhar”. Teve como objetivo a análise e a investigação dos hábitos e comportamentos de cerca de mil adolescentes com idades entre os 14 e os 18 anos e foi levado a cabo pela empresa Netsonda, a pedido do Facebook. Esta iniciativa foi lançada pela rede social e também plataforma MiudosSegurosNa.Net, que procura ajudar os pais a protegerem os filhos dos vários perigos na internet. Promete orientar os jovens e procura também ensinar os educadores e pais a melhorar a sua proteção e segurança online.

O inquérito realizado apurou então que 80% dos jovens portugueses já chegaram mesmo a bloquear alguém na internet. Ainda 75% dos adolescentes dizem que pediriam ajuda caso fossem incomodados e grande parte considera também incorreta a publicação de fotografias embaraçosas (94%) e 69% dos jovens acham que a atitude correta a fazer é perguntar sempre se podem publicar a fotografia antes de o fazerem. Também se chegou à conclusão que os mais novos utilizam mais o telemóvel (85%) e o tablet (64%) para aceder à internet e, à medida que vão crescendo, começam a ser mais ativos nas plataformas sociais.

Apenas 5% dos jovens que responderam a este inquérito admitem terem chegado a enfrentar situações incómodas e destes, somente 1,5% consideraram ser um problema grave. Caso a situação fique mais complicada, os inquiridos admitem que a primeira opção seria pedir ajuda aos pais, depois aos amigos e só depois às autoridades. Quando ao delicado assunto de partilhar passwords, 50% dos jovens declara que nunca as partilharia com ninguém e a outra metade não se importa de partilhar com os pais, um amigo próximo ou com a namorada ou namorado. Quanto à questão de comentários indesejados e maldosos, cerca de 72% iriam procurar resolver a questão sozinhos ao procurarem o autor dos mesmos e 50% pediria realmente ajuda. O inquérito revelou ainda que mais de metade dos jovens chegaram a pedir a alguém ajuda para apagar conteúdo.

A iniciativa “Pensa Antes de Partilhar” serve também como um guia e disponibiliza vários tipos de informação, assim como conselhos sobre os cuidados a ter com a privacidade e até mesmo como e quando partilhar publicações nas redes sociais. O guia ainda ajuda com conselhos para o caso de partilhar algo que não queria. Deixa ainda o aviso de que as palavras- passe pessoais não devem ser partilhadas com ninguém. #Redes Sociais #Facebook