Era para ter sido um regresso às origens, mas a viagem tão esperada e desejada foi interrompida da forma mais trágica possível. Um jovem de 27 anos, emigrante em França, morreu na sequência do despiste do automóvel que conduzia. No veículo viajavam também a mulher, de 29 anos, e o filho de ambos, uma criança de dois anos. A tragédia aconteceu ao início da manhã deste sábado, 9 de Abril, na A-52, na zona de Ourense (Galiza). As vítimas são naturais da região de Paredes de Coura.

O alerta foi dado para a estrada A52, em Sandiás, próximo da saída para Porriño (Pontevedra), na região de Ourense. O automóvel onde viajava a família portuguesa terá entrado em despiste, vindo a embater num rail de protecção, capotando de seguida. O condutor, Bento Pereira, de 27 anos, natural da freguesia de Bico, no concelho de Paredes de Coura, ficou encarcerado, acabando por morrer. Já a mulher, de 29 anos, e o filho de dois anos foram projectados para fora do veículo, tendo sofrido ferimentos considerados graves. Os dois foram transportados de emergência para o Centro Hospitalar Universitário de Ourense, mas sem correr risco de vida.

Ao local do acidente deslocaram-se vários operacionais de bombeiros e socorristas de emergência que, apesar dos esforços, não conseguiram reverter o estado do jovem emigrante. Nas operações de socorro, que implicaram a interrupção da circulação rodoviária na A-52, participaram igualmente elementos da empresa de manutenção daquela estrada, para além dos agentes da Guarda Civil Ourense.

Aquela família estava emigrada em França e viajava de regresso a Portugal para gozar um breve período de férias junto de familiares e amigos. Tinham como destino o concelho minhoto de Paredes de Coura, no distrito de Viana do Castelo, de onde Bento Pereira era natural, sendo irmão de um conhecido empresário local. A vítima era natural da União das Freguesias de Bico e Cristelo, uma das regiões mais altas daquele concelho, e rodeada de uma paisagem protegida, localizada em pleno Minho. #Acidente Rodoviário