Uma menina portuguesa de dois anos e meio morreu no sábado, 21 de Maio, atropelada por um comboio. O acidente ocorreu em Pamplona, Espanha, durante um convívio familiar numa propriedade agrícola localizado junto à linha ferroviária. A criança estaria a brincar na zona quando passou por uma abertura da vedação no momento em que passava uma composição que fazia a ligação entre Saragoça e Alsasua. Os familiares tiveram de receber acompanhamento psicológico e a avó da menina foi internada em estado de choque.

De acordo com o jornal espanhol El Mundo, o acidente ocorreu ao Km 184,700 da linha ferroviária, próximo de Navarra de Berriosuso, entre Pamplona e Zuasti. Junto à linha, numa fazenda, um grupo de pessoas da mesma família estava reunido num almoço convívio. A criança estaria a brincar nas proximidades do local. Porém, cerca das 14:20 horas, a menina resolveu passar por uma pequena abertura existente na vedação de protecção da linha férrea, sem que os familiares se tivessem apercebido, precisamente no momento em que passava um comboio intercidades Barcelona – Irun.

A violência do embate terá provocado a morte imediata da pequena menina, apesar de os serviços de emergência terem enviado para o local os #Bombeiros da corporação de Pamplona, com uma ambulância. Foi também enviado para o local do acidente um psicólogo para dar apoio e acompanhamento aos familiares da vítima, uma vez que ficaram em estado de choque. Incluindo a avó da menina, que teve de ser transportada para uma unidade hospitalar onde ficou internada, devido ao seu estado de pânico perante o trágico acidente que tirou a vida à sua pequena neta.

No local do acidente fatal estiveram também patrulhas com elementos de Segurança Pública, bem como uma equipa de investigadores da Polícia Judicial da unidade de Pamplona Norte, com vista a registarem a ocorrência e a iniciarem um processo de investigação no sentido de apurarem em que circunstâncias se deu aquele trágico acidente. O jornal Correio da Manhã informa que se trata de uma família de portugueses, radicados há alguns anos naquela região espanhola. #Emigração