No passado dia 29 de Abril foi inaugurada uma “Nova Associação 25 de Abril” na Holanda, mais concretamente na localidade de Hansweert. A cerimónia contou com a presença da eurodeputada do Bloco de Esquerda Marisa Matias, a convite da comunidade portuguesa.

A eurodeputada acabou por partilhar nas #Redes Sociais, nomeadamente na sua página de #Facebook, uma fotografia relativa ao evento, onde é possível ver uma toalha de mesa com a imagem da Bandeira Nacional Portuguesa, com alguns doces e salgados em cima. Esta imagem acabou por gerar uma onda de indignação por parte de vários utilizadores dessa rede social, que criticaram veementemente a utilização indevida da imagem da Bandeira Nacional como adereço de toalha de mesa.

Publicidade
Publicidade

“É uma tremenda falta de respeito para com Portugal e os portugueses”.

“Gostei muito de ver a Bandeira Nacional a servir de toalha de mesa. Por este andar vamos vê-la imprimida em rolos de papel higiénico.”

“Esta foto é uma vergonha. Por acaso não sabe o que é a bandeira nacional e para que serve?”

Estes são alguns dos comentários que se podem ler na página de Marisa Matias em resposta à publicação da imagem por parte da eurodeputada.

Críticas obrigam Marisa Matias a esclarecimentos

Após a reacção negativa por parte de diversos utilizadores/seguidores da sua página, originando dezenas de reclamações e partilhas, a eurodeputada viu-se obrigada a acrescentar um texto na designação da fotografia publicada por si, usando-o como direito de resposta.

Marisa Matias começa por salientar a importância da Democracia e liberdade de expressão, dirigindo-se directamente aos autores das várias críticas, algumas delas bastante hostis.

Publicidade

Posteriormente, declina a existência de uma possível falta de respeito pela Bandeira Nacional, comparando o amor ao país dos emigrantes com os que vivem em território nacional, sendo esta presunção tremendamente injusta.

“E acho estranho tantas vozes que por aqui se levantam e tanto o silêncio quando a bandeira é usada como padrão para toalhas, chinelos ou biquínis para a praia, ou quando a bandeira é impressa nos rótulos de garrafas de cerveja que depois vão para o lixo...”, declara Marisa Matias.

A Eurodeputada termina o seu comentário afirmando que a onda de críticas é claramente um exagero e uma superioridade, apelando a uma maior compreensão em detrimento de julgamentos.

#Emigração