Se o leitor é daqueles que recusa usar o Facebook por princípio, porque se perde privacidade, porque é contra, ou só porque sim, este artigo é para si. Saiba que o Facebook é aquilo que o leitor quiser que seja. Saiba que não tem nada a perder por criar uma conta com o neu nome - só tem a ganhar. Veja 5 dicas sobre como usar o Facebook a seu favor.


1 - Use o Facebook. Em portugal toda a gente utiliza o Facebook. As possibilidades de você estar no Facebook são elevadas: porque alguém colocou uma fotografia sua, porque alguém falou de si numa caixa de comentários. Se não estiver lá, não sabe o que se passa. Crie um perfil e adicione contactos, entre familiares e amigos próximos, que assegurem que aquele perfil é mesmo o seu. Depois, acompanhe. Não precisa de ser de 5 em 5 minutos! Nem diariamente. Vá quando tiver tempo.


2 - Não publique a sua vida privada. O Facebook foi criado na presunção de que as pessoas gostam de publicar as suas coisas na internet. Mas não foi criado com alguma magia negra que obrigue os utilizadores a fazê-lo. Se não o quer fazer, porque o faria? Veja quem está na rede, e limite o que publica sobre si. Os seus contactos saberão que é você - e os outros não precisam de saber.


3 - Fale por mensagens e esqueça o mural. O Facebook sempre deu ferramente para falarmos apenas com quem queremos. Quem o obriga a publicar coisas no seu mural? Quem o obriga também a publicar mensagens no mural dos seus amigos, ou contactos? Use o chat, para mensagens instantâneas. Você até pode indicar quais os contactos com quem quer ou não quer falar via char… se a pessoa não está disponível, deixe uma mensagem privada.


4 - A sério, não publique a sua vida privada. Você já viu, no Facebook dos outros, a forma como as pessoas usam a rede de forma irresponsável. (Se não viu, é porque conhece mal a rede. Para isso, volte ao ponto 1.) Por isso, já sabe. Se está de férias, não ponha fotos do sítio onde está se acha que isso atrai o clássico ladrão de casas. Se tem rotinas, não as publique na rede. Se foi despedido, ninguém o obriga a usar a rede para desabafar em público.


5 - Limite quem pode ver as suas publicações. No fim, o Facebook dá esta hipótese. Se quer usar o mural, mas só para amigos próximos ou pessoas escolhidas, defina isso. Não quer responder a 100 mensagens de "parabéns!" no seu aniversário? Não publique a sua data de aniversário. E se não quer que outros escrevam no seu mural, impeça-o também.


O Facebook é como um bom vinho. Para usufruir, beba com moderação. Não se prive de um bom copo só porque o alcoolismo é um problema sério para a sociedade.