Mais de 100.000 vídeos e imagens enviadas usando Snapchat foram divulgadas por hackers que as intercetaram e recolheram durante vários anos.

O Snapchat é um serviço que permite o envio de mensagens, que podem ser fotos ou vídeos e que são efémeras, ou seja não ficam alojadas em nenhum serviço e desaparecem do dispositivo da pessoa passados alguns segundos.

No início da semana passada um utilizador anónimo do site 4chan afirmou ter obtido imagens do Snapchat. As fotos acabaram por ser divulgadas num evento que foi apelidado de "Snappening" (Traduzido de forma livre como "o acontecimento do Snapchat"), de acordo com o site Business Insider.

Utilizadores confirmaram no site que a coleção inclui uma grande quantidade de pornografia infantil - uma vez que metade dos utilizadores do Snapchat são adolescentes com idades entre os 13 e os 17 anos.

Uma aplicação externa à aplicação oficial do Snapchat, neste caso a popular Snapsave, foi recolhendo cada foto e vídeo enviado através do site durante vários anos, o que permitiu construir uma coleção de cerca de 13GB de fotografias e vídeos.

O Snapchat já negou que o seu serviço tenha sido comprometido diretamente e diz que os "Snapchatters" foram vítimas do uso de aplicações externas ao Snapchat, uma política que é expressamente proibida de acordo com os seus Termos de Serviço.

Já não é a primeira vez que a empresa é alvo de preocupações relativamente às suas práticas de segurança. No ano passado alguns programadores conseguiram desenvolver uma aplicação que permitia aos utilizadores guardarem e reabrirem mensagens sem que o remetente o soubesse ou fosse notificado.

De forma a colocar alguma perspetiva sobre o acontecimento, comecemos com o recente escândalo das fotos das celebridades, troquemos o iCloud pelo Snapchat, multiplicamos por uma enorme quantidade de contas, adicionamos o facto de que muito provavelmente contém imagens que são pornografia infantil e temos uma receita para um grande desastre.

Se usa, ou se os seus filhos usam o Snapchat em conjunto com aplicações externas, como o Snapsave, tome desde já as devidas precauções como deixar de utilizar essas aplicações externas, ou mesmo deixar de usar o serviço completamente.