Após a compra da Beats Music em Agosto deste ano, a #Apple está agora a negociar com as editoras por forma a conseguir baixar o valor do streaming de #Música. Existem vários serviços semelhantes como o MEO Music, com um preço de 6,99€ para não clientes MEO, o Google Play Music, com um preço de 7,99€ ou o Spotify, com um preço de 6,99€, e são estes os valores que a Apple está a tentar reduzir.

A Apple tem grandes planos para o futuro deste novo serviço e segundo o site cnet eles querem que o serviço seja menos que os 6/7€ pedidos pelo resto dos serviços concorrentes, sendo que querem lançar o serviço no início do próximo ano.

Publicidade
Publicidade

A relação entre a indústria digital e as grandes editoras tem sido tensa. Começando na década de 1990, a música digital tem prejudicado as vendas de música tradicional de cd's, dvd's e discos vinil. A Apple teve a sua quota de desentendimentos com editoras, embora a relação tenha melhorado nos últimos anos. Com as vendas de música online, de cd's, de dvd's e vinil a cair drasticamente, toda a indústria está a tentar que estes novos serviços de streaming sejam uma nova forma de angariar dinheiro e combater a pirataria de música.

Neste momento o líder do mercado é o Spotify com cerca de 10 milhões de assinantes, no entanto e segundo um estudo do site recode apenas 25% dos subscritores destes serviços de streaming gastam mais de 10€ a cada 3 meses.

A Apple fechou o negócio de 3 Biliões de dólares e desde essa altura não deram qualquer indicação do que tinham planeado fazer com a empresa, mas os serviços da Beats nunca pararam.

Publicidade

Ainda existiram vários rumores de que a Apple iria fechar os serviços da Beats, mas agora parece que simplesmente os vão modificar. Mas esta modificação só irá ocorrer após este ano, dando assim tempo à Apple de fazer o negócio com todas as editoras de música e conseguir preços mais baixos que a concorrência.

Se efectivamente a Apple avançar com o lançamento deste serviço, com apps para ios e android, certamente que irá ter um sucesso garantido.