Um mês após a #Apple e os U2 terem oferecido o seu novo álbum "Songs of Innocence" a todos os utilizadores que tivessem uma conta no iTunes, os U2 pedem desculpa pelo sucedido. Pouco tempo após essa oferta a própria Apple lançou um pequeno utilitário que permitia a remoção desse álbum dos dispositivos das pessoas.

Por esta altura deve estar confuso: os U2 oferecem o seu novo álbum de forma gratuita e as pessoas estão a queixar-se? Mas está tudo doido?

Não, as pessoas não estão doidas e todo este problema tem algumas nuances que fazem com que a questão não seja assim tão simples.

Primeiro: a Apple fez esta oferta de uma forma completamente diferente de ofertas anteriores, em que os utilizadores tinham de comprar a custo "zero" a oferta, ou seja implicava que o utilizador pro-ativamente quisesse a oferta.

Publicidade
Publicidade

Segundo: como a Apple simplesmente adicionou o álbum às contas do iTunes de todos os utilizadores, todos aqueles que tinham a funcionalidade de "Autodownload" ativada no seu iPhone viram o álbum adicionado automaticamente ao seu dispositivo. Ocupando espaço e possivelmente tráfego, caso fosse uma ligação móvel. Este tipo de receção de conteúdos não solicitados, como acontece por exemplo na nossa conta de correio eletrónico, tem o nome de spam.

Terceiro: para muitos de nós, os U2 são uma banda emblemática, fazem parte dos nossos gostos pessoais e por isso um álbum gratuito será algo bom. No entanto, para as gerações que agora usam os produtos Apple, os U2 são sinónimos de "Rock dos Pais".

Apesar de toda esta situação, os Bono e os U2 acabaram por pedir desculpa pelo que aconteceu de uma forma bastante bem humorada e que pode ser consultada numa entrevista que deram através do Facebook, em que, a uma pergunta de uma fã "Podem por favor nunca mais lançar um álbum no iTunes que automaticamente é adicionado às playlists das pessoas? É muito rude.", Bono responde: "Ooopps... peço desculpa pelo sucedido", e elabora: "Eu tinha uma ideia bonita. Podemos ter-nos excedido. Os artistas são propensos a essas coisas.(...)". Podem ver todo o vídeo da entrevista no Facebook com a tag U2NoFilter.  #Música