93% dos empregadores olham para o perfil dos candidatos nas redes sociais na hora de tomarem uma decisão. Atenção ao plural redes sociais. Pois é, aos recrutadores não lhes interessa só a sua presença no Linkedin. Eles também querem saber como se comporta no Facebook, no Twitter, no Google + e no Youtube. Os dados são do Social Recruting Survey de 2014. Com isto em mente, no artigo que se segue deixo-lhe algumas dicas para ficar melhor na fotografia e aumentar as oportunidades de conseguir aquele emprego:

  1. Preencha o seu perfil profissional em todas as redes sociais. Como lhe disse, na hora de contratar os empregadores não olham só ao seu perfil no Linkedin. Muitas vezes recorrem a outra rede social para confirmar se as informações que lhe forneceu estão correctas. Ora se tiver estes campos em branco vai deixá-los com dúvidas sobre a veracidade das mesmas.
  2. Faça publicações relacionadas com a sua área de actividade. Se possível publique também alguns dos seus trabalhos. De acordo com o Social Recruting Survey de 2014, outra das coisas que os empregadores procuram nas redes sociais dos candidatos são publicações relacionadas com a sua área de actividade ou trabalhos desenvolvidos.
  3. Cuide da sua pegada digital. Aquilo que publicamos numa rede social dificilmente desaparece. Por muito que retiremos a publicação, há sempre alguém que já pode ter copiado o seu conteúdo, imortalizando-o. Por isso, nunca publique nada numa rede social que se importasse de ver impresso num outdoor junto com o seu nome. Além disso, tenha presente que há conteúdos que só lhe interessam a si e aos seus amigos, pelo que deve ajustar as definições de privacidade sempre que faz uma publicação. Ainda de acordo com o Social Recruting Survey de 2014, publicações com erros, que referem o uso de drogas ilegais, álcool ou armas, bem como as publicações de teor sexual são avaliadas negativamente pelos empregadores. Deste modo evite este tipo de publicações ou quando as fizer certifique-se que as está a partilhar apenas com os seus amigos. Não se esqueça depois que se aceitar algum empregador como seu amigo ele terá acesso a essa publicação.
  4. Siga os perfis das empresas da sua área ou de empresas nas quais gostava de vir a trabalhar. Não basta seguir as páginas genéricas (net emprego, carga de trabalhos e outras como essas). Muitas das ofertas não chegam até lá, ficando-se pela página da empresa que pretende contratar. Fazendo isto, vai aumentar o seu leque de oportunidades, ao mesmo tempo que recolhe informação sobre as empresas, podendo usá-la para se destacar aquando da sua candidatura.

Posto isto, se ainda não se deixou levar pela febre das redes sociais, talvez estes sejam os argumentos que lhe faltavam. #Desemprego