O génio norte-americano da informática Bill Gates apresentou recentemente a sua nova invenção. Desta vez não está diretamente associada a computadores, mas sim com engenharia pura. Através da sua fundação Melinda & Bill Gates Foundation, o norte-americano financiou a criação de uma máquina capaz de transformar os dejetos humanos em água potável. A apresentação desta máquina revolucionária foi feita pelo próprio Bill Gates que, no final da explicação do processo, retirou um pouco dessa água acabada de ser produzida e bebeu-a em frente a todos.

O nascimento da ideia foi simples, basta ter em conta o número excessivo de países com elevadas deficiências a nível sanitário e os problemas que isso causa à saúde pública.

Publicidade
Publicidade

São cerca de dois milhões de pessoas em todo o mundo que não têm saneamento adequado e os dejetos humanos poluem grande parte da água potável existente nesses países. Para que a ideia passasse do papel para o mundo real, foram contratados dois engenheiros especialistas que criaram o Omniprocessor.

O processo é simples, apesar da complexidade da referida máquina. Os dejetos são recolhidos dos esgotos ou entregues diretamente nas instalações onde estiver o Omniprocessor, para que sejam fervidos e gerem vapor. De seguida, esse vapor gerado é encaminhado para um sistema de limpeza que o irá transformar em água potável. Relativamente aos dejetos que sobram, e após terem sido fervidos, são enviados para um compartimento onde vão ser queimados em temperaturas superiores a 1000º C. Esta fase final do processo vai gerar eletricidade que alimenta a própria máquina para continuar a trabalhar e o excedente de energia criado é enviado para a rede da comunidade.

Publicidade

Em suma, para além de criar água potável, reduz a quantidade de dejetos humanos que poluem a água existente e ainda produz energia que é reaproveitada para a comunidade onde a máquina estiver inserida.

Esta nova invenção de Bill Gates está na fase final do seu desenvolvimento pela empresa Janicki Bioenergy. Apesar de não estar totalmente pronta para ser comercializada, foi já adiantado o valor desta máquina revolucionária, que rondará os 1,3 milhões de euros. #Inovação