Há um novo software que promete deixar em água a cabeça de todos os amantes de poker. Chama-se Cepheus, trata-se de um autêntico especialista e, de acordo com os autores do projecto, é invencível e imune a erros. Tudo isto graças à quantidade de informação que o programa assimilou sobre este jogo. Ainda assim, qualquer pessoa que o deseje poderá desafiar este adversário para uma partida online.

Em declarações à revista Science, os autores do software, desenvolvido na Universidade de Alberta, no Canadá, são peremptórios: o programa "não pode ser vencido" por ninguém, ainda que a mesma pessoa tivesse jogado poker durante "toda uma vida humana".

Publicidade
Publicidade

Isto porque, de acordo com a equipa responsável pelo Cepheus Poker Project, o adversário virtual foi configurado para aprender com os seus próprios erros e memorizar todas as situações em que as suas jogadas não terão sido bem-sucedidas, de forma a proceder de um modo diferente no futuro.

Acrescente-se a isso o facto de, ao longo de dois meses inteiros, este software ter simulado jogos de poker contra si próprio, num total de mais de um bilião de partidas com situações e variáveis diferentes entre si, à medida que ia absorvendo informação sobre cada uma delas. O resultado é um programa que conhece todas as situações possíveis de um jogo e - mais do que isso - sabe como reagir a cada uma delas do modo mais eficaz. "De certa forma, não é muito surpreendente que [o Cepheus] tenha desenvolvido a estratégia perfeita", garante Michael Bowling, membro da equipa por detrás do projecto, depois de relatar estes dados.

Publicidade

Apesar da frieza dos números, os autores do programa deixam o convite para que todos interajam com a plataforma. Através do website do Cepheus Poker Project, os mais aficionados pelo jogo já podem consultar, testar e desafiar este adversário virtual. Questionado sobre as reacções que este software poderá gerar junto dos admiradores de poker, Bowling recorreu ao humor: "Teremos que ver quantos emails de ódio vou receber".

Tal como outros media já salientaram, este é apenas mais um caso em que a inteligência artificial terá conseguido ultrapassar as capacidades humanas em jogos de estratégia. Um dos exemplos mais notáveis desta situação foi a polémica derrota, em 1997, do campeão mundial de xadrez, o russo Garry Kasparov, perante um supercomputador da IBM. #Curiosidades