Ainda não foi encontrado um planeta "gémeo" da Terra, orbitando uma estrela para além do Sol, mas a descoberta na última semana de um novo lote de "exoplanetas" (planetas exteriores ao sistema solar) que se assemelham bastante às condições da Terra, aliado ao atingir da incrível marca de mil planetas exteriores ao sistema solar, descobertos pela sonda Kepler, faz com que a realidade de encontrar planetas onde a vida pode prosperar, seja apenas uma questão de tempo. Quando isso acontecer, vamos querer visitar - só que isso não vai acontecer de hoje para amanhã: é impossível visitar qualquer um desses mundos com a tecnologia actual. Como tal, e até que se construa um motor de velocidade "warp" ao estilo "Star Trek", ou se descubra um "worm-hole" à maneira "Interstellar", fazer uma viagem a um exoplaneta terá de permanecer um sonho.

Publicidade
Publicidade

Felizmente, existem alguns sonhadores profissionais na equipa de funcionários artísticos do Jet Propulsion Lab da NASA, em Pasadena (Califórnia), que tentam capturar a emoção da exploração espacial, de uma maneira que todos nós podemos apreciar. A sua mais recente criação: três cartazes publicitários de #Turismo a três exoplanetas, no mais puro estilo romântico 'vintage' da década de 1930.

Tratando-se de um laboratório da NASA, não se puseram simplesmente a inventar: "Houve imenso intercâmbio de ideias e informação com os cientistas," explicou David Delgado, um dos designers. "Para perceber quais dos exoplanetas escolher e depois, especular sobre como seria a experiência de os visitar." No caso do Kepler 186f, por exemplo, descoberto no ano passado, o planeta orbita uma pequena estrela vermelha.

Publicidade

"Talvez a cor predominante da vegetação reflicta esse facto e seja avermelhada," disse Delgado, e no cartaz, é mesmo. O segundo cartaz mostra Kepler 16b, um planeta que orbita duas estrelas, e onde por isso, os objectos na sua superfície projectam sombras duplas. O terceiro cartaz retrata o 40307g HD, apelidado "Super-Terra", por ter cerca de 1,4 vezes o tamanho do nosso planeta natal, e oito vezes mais massa - e apela aos praticantes de queda livre a virem experimentar a sua gravidade. Tendo por base a quantidade de calor recebido das suas estrelas, qualquer destes três planetas é habitável e poderá ter água em estado liquido à superfície.

"Na realidade, os cartazes foram originalmente pensados para uso interno da JPL," disse Joby Harris, outro dos designers do projecto. No entanto, quando há poucos dias foram publicados, a resposta foi extremamente positiva. "Ficámos um pouco surpreendidos," admitiu Harris.

Não deveriam ficar. Segundo Delgado, uma das razões para a existência destes criativos na equipa "é fazer com que as pessoas se entusiasmem com a ciência do espaço, provocando a curiosidade." E eles são claramente excepcionais no seu trabalho. Mais três cartazes estão na forja, mas ainda não há data prevista para a sua publicação. #Inovação