2015 vai trazer algumas alterações no mercado das aplicações. Segundo noticia o The Guardian, a Apple divulgou uma mensagem pelos programadores, onde explica o aumento dos preços das aplicações que serão cobradas junto do consumidor. Tal acontece porque irão entrar em vigor novas regras para cobrança do IVA e taxas de câmbio, devido à mais recente desvalorização do euro face ao dólar, como explica a Apple. Para além do "mundo Apple", onde estas regras já começaram a surtir efeito, Portugal também não escapará às alterações.

As novas regras estabelecem que as empresas que comercializam "software, vídeos, ebooks e tráfego de Internet" na União Europeia passem a aplicar o IVA que se encontra a ser praticado, no país em que o consumidor se encontra.

Publicidade
Publicidade

Assim sendo, até ao final de 2014, um consumidor português que beneficiava do IVA de Luxemburgo, uma vez que a Apple vendia as suas aplicações a partir da sucursal Apple SARL, com um IVA de cerca de 15%, tratando-se do estado-membro com o IVA mais baixo da União Europeia, passará a pagar o IVA português, caso a Apple decida não cobrir o aumento das aplicações.

Assim sendo, em Portugal o aumento será de 8%, tendo em conta que o IVA que se encontra fixado é de 23%. Neste caso, verifica-se um aumento superior a 50%, tendo como termo de comparação os 15% do Luxemburgo. Os novos escalões de preços ainda não foram divulgados, mas o Governo português já aplicou as novas regras do IVA em território nacional, com o decreto-lei 158/2014, que começou a surtir efeito já a partir do dia 1 de Janeiro de 2015.

Publicidade

Fazendo as contas, uma aplicação com o preço de 0.99 cêntimos terá um aumento de cerca de 13 cêntimos de IVA, que passará a custar, segundo as novas regras, 1,06€. Este aumento só será possível caso a Apple decida reflectir a totalidade do IVA no preço final. Segundo o The Guardian, a Islândia será o único país europeu que escapa a estas alterações. Como noticia o jornal, a Apple promete uma redução dos preços neste país. Já na Rússia, onde a moeda tem vindo a desvalorizar, a Apple adianta que "os preços vão mudar" não revelando mais detalhes. Estas novas regras, vêm aumentar as diferenças de preços entre os mercados norte americano e europeu.