De acordo com a notícia já divulgada pelo Dinheiro Vivo, o Facebook está a contratar pessoas que dominem a língua portuguesa, além da fluência que devem ter a nível de espanhol e inglês. "A multinacional está à procura de um gestor de segurança para os mercados da América Latina, Portugal e Espanha". Visa "alguém com título académico ou formação equivalente na área e com experiência avançada em investigações online", além da segurança na Internet. Acha que é o candidato ideal?

Se se acha bom na sua língua mãe (o português), já domina a língua inglesa e dá uns toques no espanhol, confira os seguintes sites para aprender ou consolidar, de forma dinâmica e interativa, os seus conhecimentos sobre línguas:

O Duolingo oferece lições de escrita e tradução de palavras ou frases ditadas, em gravações de áudio, ainda que com menor preponderância para a prática da comunicação oral. Alguns dos exercícios oferecem hipótese de escolha múltipla ou de indução, mediante imagens que são apresentadas. Existe uma espécie de árvore hierárquica, que organiza os conhecimentos de acordo com as dificuldades associadas aos mesmos. Se quiser, pode seguir a evolução de outros utilizadores do Duolingo. Quem fale inglês, pode aprender espanhol, francês, alemão, italiano, português (do Brasil), holandês, irlandês, dinamarquês, sueco, húngaro, turco, esperanto, russo, ucraniano, romeno ou polaco.

Já o Babbel é um sistema integrado de aprendizagem, que combina métodos eficazes e tecnologias modernas, para que os utilizadores façam progressos rapidamente, enquanto se divertem. Presentemente, são catorze os idiomas que se podem aprender: inglês, alemão, espanhol, italiano, francês, português (brasileiro), sueco, turco, holandês, polaco, indonésio, norueguês, dinamarquês e russo. São mais de 20 milhões de utilizadores, de 190 países em todo o mundo a aceder a esta plataforma de aprendizagem de línguas. Para os utilizadores que pretendam aprender inglês online, também podem praticar o Business English, com lições temáticas de marketing, recursos humanos ou relações públicas, além do inglês para jornalistas e outros profissionais.

Um pouco à imagem do Facebook, na sua descrição, o Busuu intitula-se a maior rede social do mundo para aprendizagem de idiomas. Os seus cursos assentam no Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECR), abrangendo os níveis A1, A2, B1 e B2. Cada curso divide-se em unidades de aprendizagem, que englobam mais de 150 temas. Palavras e frases do vocabulário do idioma escolhido, diálogos, podcasts ou pdfs estão entre os recursos disponíveis. Além dos cursos, individuais, os utilizadores do Busuu podem melhorar as suas habilidades em termos de oralidade, com outros utilizadores, através de videoconversação. Atualmente, o Busuu ensina doze línguas: inglês, alemão, francês, espanhol, italiano, japonês, português (brasileiro), russo, turco, árabe, chinês (mandarim) e polaco.

Para nenhuma destas três plataformas de aprendizagem de idiomas online é necessária a instalação de qualquer software, estando disponíveis nos sites respetivos ou como aplicações, para serem utilizadas em dispositivos móveis.