A grande final do EU Mobile Challenge irá eleger a melhor aplicação europeia e a app portuguesa Surfstoke é uma das finalistas. Para chegar até à final de Barcelona, durante o Mobile World Congress de 2 a 5 de Março, a aplicação dedicada aos desportos de ondas superou diversas competições, locais e regionais. Na final da competição, haverá ainda outro projecto português, o da aplicação de comunicações anónimas NearUs.

O objectivo da Surfstoke é criar uma rede interactiva dedicada aos desportos de ondas, com destaque para o surf, que em Portugal tem crescido exponencialmente. Segundo contas da Associação Nacional de Surfistas, reveladas em 2014, este desporto já contribui com 400 milhões de euros por ano para a economia nacional.

Publicidade
Publicidade

"A tua vida começa numa onda" é o mote da aplicação, que encoraja os surfistas a fazerem check-in na plataforma assim que chegam à praia (como todos faziam no Foursquare há uns anos). Criam assim um surf report, que inclui a informação do estado do mar, fornecida pelo Instituto Hidrográfico, e a opinião do surfista, que pode escrever comentários, dar uma classificação e publicar uma fotografia.

Depois, partilham o resultado com os seus seguidores dentro da comunidade Surfstoke. Ou, se preferirem manter secretos os seus spots favoritos, podem escolher apenas alguns amigos para terem acesso ao report.

Para quem ainda está em casa a decidir onde ir apanhar ondas, estes check-ins são úteis: ficam a saber onde os amigos estão e quais os locais com melhores condições para o surf, "poupando tempo e reduzindo incerteza numa ida à praia em vão", como explica a startup.

Publicidade

Por outro lado, ao serem activos na Surfstoke, os utilizadores ganham pontos e podem subir no ranking. Os pontos dão acesso a ofertas em lojas parceiras da aplicação, desde a Paez e Org à Bana Surf Shop e Ocean's Tribe.

"O nosso objectivo está bem patente no nome: Stoke significa o êxtase de apanhar uma onda", afirma Joana Matos, uma das criadoras. "E é este feeling que queremos levar a todos as praias do mundo onde existam surfistas prontos a dominar as ondas."

Os criadores da aplicação encaram a presença no Mobile World Congress, o maior evento de mobilidade do mundo, como uma boa oportunidade para se mostrarem a nível internacional. A ambição é "tornar-se na primeira rede global dos amantes de desportos de ondas." O público-alvo da aplicação são homens e mulheres que praticam desportos de ondas como surf, bodyboard, kitesurf, windsurf ou Stand-up Paddle (SUP), entre os 15 e 40 anos.

A Surfstoke está disponível para descarga gratuita nas lojas App Store e Google Play e foi lançada em Novembro de 2014 por Joana Matos, Francisco Brito, João Rodrigues e Nuno Ferro.