Há muito que a Barbie falava, agora consegue também ouvir. A Mattel apresentou na Feira de Brinquedos de Nova Iorque a nova versão da mais famosa boneca do mundo, a Hello Barbie. A boneca inteligente vem equipada com um sistema de reconhecimento de voz e ligação à internet, que lhe permitirá responder às perguntas colocadas pelas crianças. Uma espécie de Siri, do iPhone, mas com cabelo loiro.

Uma loira que não terá nada de burra, uma vez que consegue aprender as preferências da pequenada e usá-las no futuro. Imagine que tem uma filha que gosta do espaço e que sonha ser astronauta. A Hello Barbie vai lembrar-se disse e lançar o tópico nas conversas que tem com a menina.

Publicidade
Publicidade

Vai ainda poder contar anedotas, jogar jogos e, com o tempo, adaptar-se aos seus donos.

Para conseguir fazer todas estas coisas, a Barbie precisa, naturalmente, de estar ligada à internet. Para isso, vem equipada com wi-fi. Precisa ainda de ser recarregada após 60 minutos de uso. Isso quer dizer que a criançada lá de casa não poderá andar com ela para todo o lado. Podem, isso sim, brincar enquanto carrega.

E não se preocupe com a possibilidade de a boneca ficar sem coisas interessantes para dizer, como acontecia com a Barbie falante dos anos 90, que se limitava a dizer "adoro compras", entre outras frases pré-gravadas. Como está ligada à internet, os temas de conversação, e até o calão usado, são constantemente actualizados. Para fazê-la falar, basta pressionar o botão que se encontra no umbigo.

Publicidade

É assustador que um boneco saiba da sua vida? Pode ser, se lhe chamar Chucky ou Annabelle. Já o vídeo de apresentação da nova Barbie fá-la parecer mais uma adorável melhor amiga, genuinamente interessada nos gostos das crianças, do que um ser diabólico. A Hello Barbie deverá ser posta à venda depois do Verão nos Estados Unidos, com um preço a rondar os 75 dólares. Apesar de ainda não estar disponível, está já a causar grande buzz nas redes sociais.

Para desenvolver esta inovadora boneca, a Mattel uniu-se à ToyTalk, uma start-up de São Francisco cujo CEO é, curiosamente, um antigo Director Técnico da Pixar, o estúdio responsável pela produção do filme Toy Story, no qual dois bonecos ganham vida. Oren Jacob disse na altura aos seus filhos que os seus brinquedos nunca lhes poderiam responder, como acontece na película. Parece que se enganou. #Família