A estratégia designa-se de phishing e consiste na técnica utilizada por hackers para roubar informações aos clientes. As chamadas efectuadas por alegados técnicos da Microsoft, expressando-se em inglês e informando de que o computador contém algum tipo de vírus ou que precisa de actualizações, leva a que as pessoas acabem por ser convencidas a pagar supostas renovações, via cartão de crédito, para melhorar o seu funcionamento. Tudo isto leva a que os hackers roubem os dados bancários e os serviços da banca online. E, ao entrar nos dados do utilizador, eles conseguem efectuar transferências bancárias cujos prejuízos ascendem já aos milhares de euros.

Publicidade
Publicidade

Este golpe tem sido aplicado nas últimas semanas em Portugal, sendo que dezenas de pessoas já caíram neste sistema fraudulento e têm apresentado queixa na Polícia Judiciária. Contudo, os potenciais visados destes telefonemas não deverão dar resposta a estes contactos e muito menos fornecer informações da sua conta bancária. A empresa lesada neste assunto, a Micrososft Portugal, já reagiu a todo este sistema de fraude, assegurando que é alheia a todo este facto e que, de acordo com a política da empresa, nunca entra em contacto com o cliente sem que este o tenha solicitado primeiro.

Também os bancos têm disponibilizado informação à população sobre a técnica de phishing, incentivando a que a pessoa lesada não hesite em reportar a tentativa de burla às autoridades.

Publicidade

Esta mesma técnica foi já denunciada em 2013 pela Microsoft quando assegurou que indivíduos se faziam passar por parceiros com certificado profissional da empresa, ganhando assim a confiança das vítimas. A estratégia era semelhante à utilizada hoje em dia: obter detalhes dos cartões de crédito e levar o consumidor a instalar software de modo a reunir mais dados confidenciais.

É preciso estar alerta para este tipo de chamadas, desligando o telefone assim que se aperceba que é um sistema fraudulento, uma vez que a sua concretização pode levar à perda financeira e ao roubo de identidade por parte daqueles que as recebem.