A #Apple prepara-se para lançar um serviço de streaming de música online, entrando em concorrência direta com o Spotify. A aplicação será criada em parceria com a empresa áudio de Dr. Dre, a Beats Electronics, comprada no passado ano pela Apple. A empresa norte-americana vai ainda renovar a rádio do iTunes, actualmente apenas disponível nos Estados Unidos, com a colaboração do neozelandês Zane Lowe, recentemente saído da BBC Radio 1. No entanto, o novo serviço de streaming não será gratuito.

O vocalista dos Nine Inch Nails, Trent Reznor, é o nome dado como responsável pelo design da nova aplicação. Ao contrário do Spotify, que disponibiliza música gratuitamente, o serviço da Apple funcionará por meio de subscrições.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o jornal britânico The Times, a Apple tentou persuadir várias editoras a reduzirem os custos de licença das músicas, com o objetivo de minar os outros serviços de streaming. A proposta foi rejeitada.

Jimmy Iovine, co-fundador da Interscope Records e da Beats juntamente com Dr. Dre, estará em negociações para estrear álbuns exclusivamente através da nova plataforma da Apple. Quanto à iTunes Radio, o objetivo é estender o seu alcance a nível global, com programação especializada por região geográfica.

Trata-se de uma equipa de peso, encabeçada por Jimmy Iovine, uma lenda da indústria musical, e Zane Lowe, cujo trabalho na BBC 1 o tornou uma figura influente no mundo da rádio, ao lançar, em primeira mão, as maiores faixas musicais da atualidade, desde Adele, Ed Sheeran ou Artic Monkeys.

Publicidade

A Beats Electronics foi fundada em 2006 pelo rapper Dr. Dre e pela Interscope Geffen A&M Records, dirigida por Jimmy Iovine. Especializada em headphones e colunas, caracterizados por uma forte ênfase no baixo, foi comprada no ano passado pela Apple por 2 mil milhões de euros. A empresa de Dr. Dre já detinha um serviço de streaming online desde que, em 2012, adquiriu os direitos do MOG. Este permitia aos subscritores ouvir música e ler sobre ela. No entanto, a atividade do MOG foi suspensa em maio de 2014, depois do lançamento da Beats Music, em janeiro de 2014, serviço que, tal como a nova plataforma da Apple, funciona por subscrições.