O Solar Impulse 2 descolou esta segunda-feira, dia 9, do aeroporto de Al-Bateen, em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, em direcção a Mascate, capital de Omã, onde se espera que aterre após a primeira etapa da viagem estar concluída. Esta é a primeira vez que um avião tenta dar a volta ao mundo sem uma gota de combustível. A bordo do aparelho está Andre Borschberg, que iniciou a viagem às 07:12 tempo local (03:12 hora de Lisboa). Borschberg vai partilhar a pilotagem e o único lugar existente do Solar Impulse 2 com o colega suíço Bertrand Piccard. Os dois vão trocar de turno ao longo das várias escalas.

Para tornar possível esta jornada, que estava prevista começar no sábado, dia 8, mas foi adiada devido a ventos fortes, foram necessários 13 anos de pesquisa e testes levados a cabo por Borschberg e Piccard. Durante os próximos cinco meses, o avião vai deslocar-se de continente em continente, atravessando os oceanos Pacífico e Atlântico, num tempo total de voo de cerca de 25 dias.

Publicidade
Publicidade

Após passar por Mascate, o Solar Impulse 2 vai atravessar o mar Arábico até à Índia, e depois deslocar-se-á até à Birmânia, China, Havai e Nova Iorque.

Também estão previstas paragens no centro oeste norte-americano, e, dependendo das condições climáticas, ou no sul da Europa ou no norte de África. O objectivo é parar em vários locais do mundo para descansar e fazer a manutenção do aparelho, e ao mesmo tempo levar a cabo uma campanha de sensibilização sobre as tecnologias limpas e eficientes - que incluem a reciclagem, as energias renováveis, tecnologias da informação, transportes ecológicos, entre outras.

Antes da descolagem, Borschberg disse à BBC News: "Acredito que temos um avião muito especial, e terá que o ser para nos levar a sobrevoar os grandes oceanos". "Talvez tenhamos de voar durante cinco dias e cinco noites para o conseguir, e tal será um desafio.

Publicidade

Mas nós temos os próximos dois meses, enquanto nos deslocamos para a China, para treinar e nos prepararmos," acrescentou o piloto.

Para chegar a Omã, o Solar Impulse 2 terá de percorrer cerca de 400 km, numa viagem que, estima-se, poderá levar 12 horas a concluir. Os detalhes desta jornada épica podem ser acompanhados na internet. #Ambiente