É verdade… as regras do jogo mudaram. Qual varinha de condão, vestidos cintilantes e sapatinho de cristal. Hoje, o Francisco passa a Cinderela e são elas que vêm montadas num cavalo branco. E o melhor? Têm precisamente 24horas para decidir se a Francerela é a princesa que procuravam.

Fez-se revolução no mundo dos encontros online. Uma revolução divertida, segura e entusiasmante, liderada pela aplicação do momento: Bumble. A lógica desta app é, na verdade, muito simples: apenas as mulheres podem iniciar uma conversação. Ao iniciarem sessão, são apresentadas fotografias de potenciais pretendentes a ambos os utilizadores, fotografias essas que podem ser recusadas ou aceites.

Publicidade
Publicidade

Caso os utilizadores se escolham mutuamente, começa então a contagem: são concedidas 24 horas para se iniciar a conversação, caso contrário a sessão expira.

A cereja no topo do bolo está aqui mesmo: apenas as mulheres podem iniciar a conversação. Se a utilizadora feminina não tomar a iniciativa, no decorrer das 24 horas, e não estabelecer essa ligação, então puff, tocam-se as doze badaladas e essa ligação desaparecerá para sempre! No entanto, há uma salvaguarda… o utilizador masculino pode solicitar um extra de 24 horas.

O registo na aplicação, que é gratuita, pode ser feito através do Facebook, e, actualmente, está apenas disponível para dispositivos iOS, não havendo ainda previsão da sua compatibilidade com o sistema operacional Android. A aplicação veio substituir a sua rival Tinder.

Publicidade

Embora muito semelhante no sistema de swipe, ao nível do design e das restantes funcionalidades, promete melhorias na associação de utilizadores, uma vez que o faz com base nos seus interesses.

Só há um senão... e essa é a única desculpa razoável para quem ainda não encontrou a sua cara-metade: a aplicação Bumble ainda não está disponível na App Store portuguesa. No entanto, ainda é possível fazer o download. Basta apenas alterar as configurações e definições do dispositivo para ter acesso à App Store norte-americana.